Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Produção de veículos tem primeira queda em 10 anos

Indústria | 07/12/2012 | 18h29

Produção de veículos tem primeira queda em 10 anos

Com 3,36 milhões de unidades, resultado de 2012 ficará abaixo do esperado pela Anfavea

GIOVANNA RIATO, AB

A produção de veículos deve encerrar 2012 com 3,36 milhões de unidades, queda de 1,5% ante o resultado de 2011. A retração é a primeira desde 2002 e foi puxada pelo recuo das exportações e pelos altos estoques acumulados na indústria e na rede de concessionárias no início do ano. A retração não era prevista pela Anfavea, associação dos fabricantes. A entidade mantinha expectativa de crescimento de 2% no ritmo das fábricas do setor.

-Veja aqui os dados da Anfavea.

A queda acontece mesmo diante de redução das importações. Entre janeiro e novembro, a participação de veículos importados nos emplacamentos diminuiu 2,7 pontos porcentuais em relação ao mesmo período de 2011, para 20,9%. “Se não tivessem sido adotadas medidas para segurar os importados, a queda na produção poderia chegar a 5% este ano”, estima Cledorvino Belini, presidente da Anfavea, lembrando da renegociação do acordo automotivo com o México e do adicional de 30 pontos no IPI de carros trazidos de fora do Mercosul.

O executivo lembra, no entando, que a produção de veículos segue curva de recuperação. Em fevereiro a queda atingiu seu ponto mais agudo no acumulado do ano, com redução de mais de 19% em relação ao ano passado. A retração ficou menor à medida que os os estoques diminuíram e as vendas cresceram puxadas pela redução do IPI.

RESULTADOS 2012

Em novembro, a produção de veículos apresentou queda de 5,3% ante outubro e aceleração de 10,5% na comparação com igual mês do ano passado, para 301,6 mil unidades. No acumulado dos 11 meses do ano a redução foi de 2,1% sobre o mesmo intervalo de 2011, para 3,08 milhões de veículos.

Será necessário produzir cerca de 277 mil veículos em dezembro para que o número chegue ao esperado pela Anfavea. A entidade acredita que alcançar este volume não será grande dasafio. “As linhas de montagem estão aquecidas. Para que consigam atender a demanda, muitas fabricantes até transferiram as férias coletivas deste mês para o início do próximo ano”, explica Belini.

A queda na exportação de veículos, que deve encerrar o ano com resultado negativo em 5%, com 525 mil unidades, foi um dos fatores que puxaram a produção para baixo. “Com a crise econômica, há capacidade ociosa de 29 milhões de unidades no mundo. Isso aumenta a competição global, com mais concorrentes querendo vender veículos em nossos mercados internacionais.”

Entre os segmentos, o que teve o maior tombo foi o de caminhões, com diminuição de 39,4% nos volumes fabricados, para 123,9 mil unidades até novembro. Houve queda expressiva também na produção de ônibus, de 23,4% para 34,2 mil chassis.

Já a produção de veículos leves teve pequeno crescimento nos 11 meses do ano, de 0,9%, para 2,92 milhões de unidades. Enquanto a fabricação de automóveis teve incremento de 4%, para 2,42 milhões, a de comerciais leves diminuiu 12%, para 503 mil veículos.

PROJEÇÕES 2013

Depois do fraco desempenho da produção este ano, a Anfavea espera crescimento para 2013. Estimativa da entidade aponta para expansão de 4,5%, para 3,47 milhões de veículos. Belini nega que o número seja otimista demais. “Ao contrário do que aconteceu este ano, não começaremos 2012 com estoques altos.” O executivo também afirma que deverá haver incremento da produção das empresas instaladas no Brasil, com a conclusão de alguns investimentos, e o início das atividades de algumas novas entrantes, como a chinesa Chery e a fabricante de caminhões DAF.

Belini também tem boas perspectivas para o médio e longo prazos, com a nova política indústrial para o setor. “O Inovar-auto foi a melhor coisa que aconteceu para a indústria automotiva brasileira em 50 anos”, postulou. Na avaliação dele, o governo acertou ao definir as novas regras e vai conseguir aumentar a competitividade dos carros brasileiros.



Tags: produção, veículos, Anfavea, Cledorvino Belini.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência