Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 12/12/2012 | 15h57

MVC faz parte da história do modelo Pajero TR4

Desde 2002, a empresa fornece componentes para o carro feito em Catalão, Goiás

REDAÇÃO AB

Desde o início da produção do Mitsubishi Pajero TR4, em 2002, na cidade de Catalão (GO), a MVC começou a desenvolver as primeiras peças de polipropileno para o modelo, como os para-choques dianteiro e traseiro. Nesses dez anos, o utilitário esportivo passou por algumas atualizações e a cada nova linha a fabricante de componentes aumentou o fornecimento de itens externos e internos.

Atualmente, a MVC fornece para-lamas, porta-pacotes e revestimentos internos fabricados por vacuum forming com plástico de engenharia de alta resistência mecânica. O processo utiliza polímeros mais leves e com alta absorção de impacto.

“A partir de 2013 também forneceremos para a Mitsubishi tapetes e carpetes em diferentes modelos. Eles serão fabricados por um novo processo e com corte por jato d’água”, explica Gilmar Lima, diretor-geral da MVC. Esse novo sistema de corte é realizado por um robô, que faz os recortes e furações com alta pressão.

Segundo a MVC, isso propicia elevada precisão dimensional do produto e melhor acabamento superficial, com ganho de produtividade em relação ao processo atual. “Também forneceremos para o TR4 o forro de teto fabricado no processo Superlite, que consiste no uso de um polímero reforçado com fibras longas de vidro, o que proporciona baixíssimo peso e alto desempenho térmico e acústico”, afirma o executivo.



Tags: MVC, Mitsubishi, Gilmar Lima, Pajero, TR4, Catalão, vacuum forming.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência