Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Legislação | 31/01/2013 | 17h04

Chery é habilitada no Inovar-Auto

Com fábrica local, companhia poderá importar cota sem pagar IPI adicional

REDAÇÃO AB

A Chery é mais uma das empresas habilitadas no novo regime automotivo, o Inovar-Auto, que está em vigor desde o início deste ano. Como se habilitou como investidora, a montadora poderá usufruir de uma cota de importação da China, sem pagamento do adicional de 30 pontos porcentuais de IPI, de carros similares aos que fará na fábrica que constrói em Jacareí (SP), que começa a produzir em novembro próximo com capacidade que chegará a 150 mil veículos/ano até 2015.

A cota é equivalente a até 25% do potencial produtivo que terá, ou até 37,5 mil veículos/ano sem pagar a sobretaxa de IPI, o que deve ser suficiente para este ano, pois a expectativa da empresa é vender 35 mil carros (leia aqui). No caso, os modelos beneficiados são similares ao compacto Celer que será feito aqui, nas versões sedã e hatch. Se quiser, a Chery pode trazer mais 25% da capacidade, mas neste caso recolhe o IPI extra e pode recuperá-lo só após o início da produção nacional.

A Chery optou por não se habilitar como importadora, para deixar para sua antiga representante no País, a Venko, a cota de 4,8 mil unidades de qualquer modelo sem pagamento do IPI adicional. A Venko também já se habilitou no Inovar-Auto para importar ao Brasil os veículos da Rely, marca de comerciais leves da Chery (leia aqui).

Na primeira fase, a planta brasileira da Chery terá capacidade anual para 50 mil carros. O volume evoluirá para 150 mil/ano até 2015.



Tags: Chery, Inovar-Auto, novo regime automotivo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência