Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 01/02/2013 | 16h50

Fiat estreita relação com instituições de ensino de Pernambuco

Montadora leva delegação à Europa para conhecer sistema de manufatura WCM

REDAÇÃO AB

A nova fábrica que a Fiat está erguendo no município de Goiana, a 62 quilômetros da capital Recife (PE), adotará o sistema World Class Manufacturing (WCM), metodologia aplicada globalmente pelo grupo focada na eliminação de perdas e desperdícios e na melhoria contínua da qualidade, eficiência e segurança nas linhas de produção. Com esta premissa, uma delegação de oito diretores e professores de instituições de ensino técnico e de engenharia de Pernambuco realiza uma visita a três fábricas da Fiat, na Itália e na Sérvia, que se destacam pela tecnologia aplicada no processo produtivo e pela gestão, baseados no WCM.

Alfredo Leggero, diretor de manufatura do Grupo Fiat Chrysler para a América Latina, acompanhou a visita e destacou que a iniciativa é importante para reforçar a relação entre empresa e escolas. As fábricas visitadas têm padrão tecnológico similar ao que será implantado na fábrica de Goiana.

“Esta foi uma grande oportunidade para que esta delegação conhecesse os modernos processos de manufatura e o que é preciso, em termos de capacitação e formação de pessoas, para fazê-los funcionar. Estamos falando, portanto, de algo maior do que a formação de mão de obra que será requerida pela Fiat. Trata-se de formar as pessoas que vão operar um grande grupo de indústrias que se instalará em Pernambuco a partir da chegada da Fiat”, afirmou. Ele acrescenta que em Pernambuco o parque de fornecedores, com 14 linhas de produtos, compartilhará os mesmos conceitos de produção.

A VISITA

Liderado pelo secretário do trabalho, qualificação e empreendedorismo do Estado de Pernambuco, Antônio Carlos Maranhão de Aguiar, o grupo tem por objetivo colher informações para contribuir no aprimoramento e formação de técnicos e engenheiros, profissionais que serão necessários para a consolidação do polo automotivo e processo de reindustrialização do Estado.

A primeira unidade visitada foi a de Pomigliano d’Arco, situada nos arredores de Nápoles desde 1960. A fábrica é responsável pela produção de um único modelo, o novo Panda, e nela a comitiva pode conhecer o processo de reestruturação que começou há quatro anos, que lhe rendeu o prêmio de melhor unidade industrial enxuta (lean) da Europa em 2012.

Na fábrica de Cassino, inaugurada em 1972 e totalmente atualizada, são montados três modelos de marcas distintas: Fiat Bravo, Alfa Romeo Giulietta e Lancia Delta. Caracterizada por sua flexibilidade, a planta é considerada um modelo de modernização: não houve interrupção da produção para a introdução de novos processos de manufatura, implantados por meio da capacitação de mão de obra.

Por fim, o grupo pernambucano foi à Sérvia, para visitar a fábrica de Kragujevac: inaugurada em abril do ano passado, é considerada a fábrica mais moderna da Fiat no mundo. Lá, onde se produz o recém-lançado 500L, o parque de fornecedores é integrado à fábrica, o que propicia vantagens logísticas.

Para Aguiar, o contato com o atual nível tecnológico de uma indústria moderna é essencial para que a academia possa refletir sobre as necessidades de formação técnica e de qualificação para atender as novas demandas industriais.

“A missão, neste sentido, não se esgota no objetivo de formar mão de obra para a Fiat, mas para todo o processo de reindustrialização pelo qual Pernambuco passa. Este é um processo que está começando e que pressupõe um intenso intercâmbio entre Fiat, Estado e instituições de ensino, para que possamos ser os operadores desta nova fase de desenvolvimento de nossa economia.”

Também integraram a delegação o diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) em Pernambuco, Sérgio Gaudêncio Portela de Melo, o professor Leonardo Limongi, do departamento de engenharia elétrica da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e a coordenadora de cursos de mecatrônica e de controle de automação da Universidade de Pernambuco, Kenia Carvalho Mendes.



Tags: Fiat, Goiana, Pernambuco, World Class Manufacturing, lean.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência