Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 01/02/2013 | 17h40

Truckvan tem faturamento de R$ 76 mi em 2012

Fabricante de implementos rodoviários registrou crescimento de 56% em relação a 2011

REDAÇÃO AB

A Truckvan, fabricante brasileira de implementos rodoviários e carretas customizadas, informa em comunicado na sexta-feira, 1º, que encerrou 2012 com faturamento de R$ 76 milhões, resultado que representa alta de 56% em relação a 2011. O setor de implementos, no geral, anotou queda de 17,5% nas vendas de carrocerias instaladas sobre os chassis de caminhões no último ano.

A linha de unidade móveis especiais da Truckvan - carretas e veículos desenvolvidos sob encomenda para diversas áreas como treinamento, eventos, agências bancárias, serviços e atendimento em saúde, como clínicas móveis - totalizou 90 unidades produzidas, 15 a mais do que em 2011, e foi a principal responsável para que a empresa seguisse na contramão do mercado.

2013

No ano que se inicia, a Truckvan, otimista com a retomada do setor, diz que manterá a curva ascendente: “No ano passado exportamos nove agências bancárias móveis para o Banco de Poupança e Crédito (BPC) de Angola e estamos acertando novo lote de unidades de treinamento e capacitação para a Nigéria, que devem ser entregues ao longo de 2013. Acreditamos que este setor continuará a nos impulsionar fortemente em 2013”, declara Alcides Braga, sócio diretor da Truckvan.

Outro objetivo será triplicar a oferta de kits (furgões desmontados – CKD) para a rede de distribuidores. “Queremos atingir a marca de mil kits por mês até o meio do ano”, conclui Braga.



Tags: Truckvan, implementos rodoviários, carretas, Alcides Braga.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência