Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Comerciais | 04/02/2013 | 17h13

RJ lança programa de renovação de frota

Intenção é baixar de 17 para 12 anos a idade média dos caminhões

REDAÇÃO AB

Enquanto o governo federal não define medidas focadas em estimular a renovação da frota de caminhões, ações isoladas surgem em algumas regiões do País. A maior delas foi anunciada na sexta-feira, 1º, pelo Rio de Janeiro, com o objetivo de, em cinco anos, reduzir de 17 para 12 anos a idade média dos veículos de carga matriculados no Estado.

O Programa de Incentivo à Modernização, Renovação e Sustentabilidade da Frota de Caminhões é o primeiro de abrangência estadual e vai compreender tanto as empresas de transporte quanto os trabalhadores autônomos do segmento. Para incentivar esse público a trocar de veículo, o governo do Estado concederá isenção de ICMS (atualmente em 12%) para a compra de caminhões novos.

Adicionalmente, o comprador do veículo receberá crédito equivalente a 12% do valor do caminhão. Esse montante, que será dividido em 48 parcelas, poderá ser abatido do ICMS a ser pago pelo contribuinte sobre as suas atividades.

Para obter os incentivos é necessário provar que o veículo antigo, com mais de 20 anos de uso, será transformado em sucata. O cliente deverá vender seu caminhão para uma recicladora certificada pelo Estado, que fará a aquisição por valor superior ao do mercado. O pagamento poderá ser feito em dinheiro ou por um certificado com a habilitação para participar do programa. Com este documento, o comprador poderá adquirir o novo caminhão descontando o valor do veículo vendido anteriormente, desde que ele seja superior a 7,8% do preço do veículo novo.

Ao anunciar o programa, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, garantiu que, mesmo com a concessão de incentivos, o Estado será beneficiado com o projeto. Segundo ele, haverá aumento do ritmo das fábricas de caminhões para atender a nova demanda e a renovação da frota trará redução das emissões de poluentes e dos acidentes nas estradas. Cabral projeta que o pacote estimulará a aquisição de 39 mil caminhões em cinco anos.

Em dezembro de 2012 a Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP) também anunciou medida para incentivar a compra de caminhões novos (leia aqui). A organização garantiu financiamento a juro zero para veículos novos com o objetivo de tirar de circulação unidades com mais de 30 anos de uso. A medida, no entanto, só é válida para os caminhões que operam no Porto de Santos.



Tags: renovação de frota, caminhões, Rio de Janeiro.

Comentários

  • Rose

    O Programa de Incentivo à Modernização, Renovação e Sustentabilidade da Frota de Caminhões é o primeiro de abrangência estadual e vai compreender tanto as empresas de transporte quanto os trabalhadores autônomos do segmento. incentivar esse público a trocar de veículo é muito importante é realmente um grande passo. Ao anunciar o programa, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, incentiva os governantes dos outros estados Brasileiros fazer o mesmo Parabens Governador, o governo federal não define medidas focadas em estimular a renovação da frota de caminhões, os Governos estaduais do País, podem e devem faze-lo... Att:Rose R&Jtransportes

  • sergio

    demorou.

  • leonardo freitas

    na teoria fica lindo .. pois então pague o seu scania 111 ou similar e vá ate uma loja . vw, ford entre outras e financie o seu novo caminhão .. tentei e nem ver o caminhao eles querem .. este plano como sempre e direcionado aos amigos contribuinte de campanhas , digo isso provo pois o primeiro lote de veiculos renovado veio de uma grande empresa que misteriosamente tinha vários veículos com mais de 20 anos de uso em sua frota .. vai la tente vc.

  • serginho da mula m.s.sebastiao

    segundo as estatisticas a frota acim ade 20 anos esta na mao dos altonomos isso porque no pro caminhoneiro foi enviavel para a categoria ou seja nao visaram o autonomo e sim empresas. poriso empresas nao tem carro velho agora vem o plano de renovaçao de frota do est.rj que da 12% de isernsao para autonomo na compra e 12% para as empresas +12% para descontar no icm na prestaçao de serviso ou seja 24% sem contar que para as empresas e facil comprovar renda ja o caminhoneiro autonomo nao tem como para isso ele e escluido .se esquecem que para chegarmos ao padrao fifaforam essas sucatas que trasportaram agora ficam disendo que nao tem motorista sufisciente nopais estao acabando com o autonomo para carregarmos tem um monte de seguradoras nos cobrando mas para o financiamento nao temos credibilidade SOS.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência