Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 05/02/2013 | 15h02

Toyota: vendas nos EUA puxam crescimento

Montadora eleva em mais de 10% a previsão de lucro para o ano fiscal que termina em março

REDAÇÃO AB

Por causa dos bons resultados nos Estados Unidos e beneficiada pelo iene desvalorizado, a Toyota elevou sua previsão de lucro anual em mais de 10%, para cerca de US$ 9,3 bilhões. Apoiada na boa aceitação do sedã Camry e de outros modelos, a companhia espera vender 2,2 milhões de veículos naquele mercado atual ano fiscal que se encerra em março, o que resultará em alta de cerca de 6% em relação ao ano anterior.

Em 2013, a montadora estima vender 8,9 milhões de veículos em todo o mundo. Se somadas as marcas Daihatsu e Hino, pertencentes ao grupo, a previsão se eleva para 9,91 milhões de veículos. No ano passado, a Toyota atingiu recorde de 8,72 milhões de unidades vendidas no mundo e as vendas de todo o grupo alcançaram 9,75 milhões de veículos.

DESEMPENHO DE ABRIL A DEZEMBRO

Nos três primeiros trimestres do ano fiscal japonês, de abril a dezembro, a receita líquida da companhia foi de 16,2 trilhões de ienes (equivalentes a US$ 174,7 bilhões), resultando em alta de 26% na comparação com o mesmo período do ano anterior. A receita operacional teve crescimento de quase 600% em relação ao período abril-dezembro de 2011 e atingiu US$ 8,8 bilhões. Ainda na comparação com iguais meses de 2011, o lucro líquido do período abril-dezembro de 2012 teve alta de quase 300% e atingiu o equivalente a US$ 6,98 bilhões.



Tags: Toyota, Camry, Daihatsu, Hino, receita líquida, receita operacional, lucro líquido.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência