Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Powertrain | 15/03/2013 | 19h22

Cummins: soluções verdes para sobreviver nos Estados Unidos

Desenvolveu cavalo mecânico com a Peterbilt e nova transmissão automatizada com a Eaton

REDAÇÃO AB

Para sobrevier nos Estados Unidos, mercado em que as fabricantes de veículos têm desenvolvido cada vez mais seus próprios motores para reduzir custos, a Cummins, fornecedora independente de propulsores, lança mão de “soluções verdes inovadoras”. Em parceria com a Peterbilt, divisão da fabricante de caminhões Paccar, desenvolveu um cavalo mecânico capaz de rodar 10 milhas com um galão de diesel, ou seja 4,25 km/l, o que representa uma economia de 54% no consumo de combustível na comparação com outros pesados, que fazem na média de 5 a 6 milhas por galão – 2km/l.

O “Super Truck”, como é chamado, além de materiais mais leves, leva um motor mais eficiente e uma carroceria com melhor aerodinâmica. As suas rodas têm pneus com menor resistência ao rolamento e são cobertas pela mesma estrutura da carroceria, diminuindo ainda mais o arrasto. Além disso, o caminhão é equipado com um sistema que converte o calor expelido em potência para o virabrequim e controles eletrônicos que usam as informações de rota para otimizar o uso do combustível.

A Cummins, a Peterbilt, algumas empresas parceiras e instituições de pesquisa investiram cerca de US$ 38,8 milhões ao longo de quatro anos para a realização deste projeto, iniciado em 2010. Os testes com o “Super Truck” continuarão este ano com o objetivo de chegar a níveis de economia ainda mais elevados.

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Outro projeto que a Cummins tem tocado a fim de oferecer novidades sustentáveis ao mercado norte-americano funciona em parceria com a Eaton. As duas desenvolveram juntas uma nova transmissão automatizada, a ISX15, que promete proporcionar uma economia de 3% a 6% no consumo de combustível, além de redução dos custos com manutenção preventiva. O produto estará disponível nos Estados Unidos a partir do segundo semestre deste ano.

O presidente das operações de caminhões da Eaton para a América do Norte, Tim Sinden, declarou que o nível de integração entre esta transmissão e o motor é o melhor que existe hoje no segmento de pesados na América do Norte.

Para chegar à redução do consumo, melhorias de hardware e software foram feitas na transmissão, que tem a maior parte feita em alumínio. Um novo sistema de lubrificação também ajuda na eficiência. E o sistema de arrefecimento foi eliminado, fazendo com que a peça seja 75 quilos mais leve do que as transmissões automatizadas convencionais.

O pacote de powertrain passa por vários testes de campo com veículos de frotas. Nas mais recentes avaliações, asseguram as fabricantes, a redução de 3% a 6% tem sido obtida.



Tags: Cummins, Paccar, Peterbilt, caminhão, Estados Unidos, combustível, câmbio automatizado, Eaton.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência