Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 17/04/2013 | 23h15

Tenneco terá centro tecnológico e nova fábrica no Brasil

Grupo investe US$ 17,5 milhões para nacionalizar produtos e aumentar participação no País

CAMILA FRANCO, AB

O Grupo norte-americano Tenneco, que fornece no Brasil amortecedores da marca Monroe, borrachas e componentes de suspensão da Monroe Axios e sistemas de exaustão da própria marca Tenneco para veículos leves e pesados, investirá aproximadamente US$ 17,5 milhões no País ainda este ano.

Em entrevista exclusiva à Automotive Business durante a 11ª Automec (feira internacional de autopeças que acontece até 20 de abril em São Paulo), Guillermo Minuzzi, presidente da empresa para a América do Sul, revelou que US$ 15 milhões (capital próprio) já estão sendo usados para a construção de seu primeiro centro de desenvolvimento de produtos no Brasil.

O centro será erguido em Mogi Mirim (SP), próximo a duas fábricas do grupo, uma de amortecedores e outra de sistemas de exaustão, e passa a funcionar no primeiro semestre de 2014. A princípio seu principal papel será desenvolver e validar novas tecnologias para sistemas de escapamentos utilizados em veículos pesados e em máquinas agrícolas e de construção, além de realizar pequenos testes com amortecedores. “Mas ganhará em breve processos que envolvam veículos leves”, apontou o argentino Minuzzi.

Atualmente, a Tenneco mantém centros de desenvolvimento nos Estados Unidos, na Alemanha e na China, o mais moderno e equipado deles. A experiência adquirida com as suas instalações e boa parte de suas tecnologias serão compartilhadas com a operação do Brasil, segundo o executivo.

NOVA FÁBRICA

Os US$ 2,5 milhões restantes do pacote de investimento serão aplicados em uma nova fábrica em Camaçari (BA), que deve começar a operar em março de 2014, com cerca de 20 profissionais, em um prédio alugado. A unidade, de cerca de 2,5 mil metros quadrados de área construída, será montada para entregar escapamentos com exclusividade e agilidade para a também norte-americana Ford, que mantém planta na cidade baiana desde 2001.

“É a primeira vez que a Tenneco fecha um negócio na área de sistemas de exaustão com a Ford. Nosso produto equipará um novo veículo que eles lançarão no mercado brasileiro”, declarou Minuzzi sem revelar para qual carro fornecerá.

De acordo com informações que Automotive Business já tem divulgado, o hatchback compacto Ka é o novo veículo Ford a ser feito em Camaçari, com motores 1.0 e 1.5, e, portanto, o modelo de grande volume merecedor do aporte da Tenneco (leia aqui).

“Nossos investimentos mostram que confiamos no potencial do Brasil a longo prazo. Acreditamos que o mercado brasileiro continuará crescendo, que medidas para redução do consumo continuarão a ser aplicadas e que a nacionalização das autopeças se expandirá nos próximos anos”, concluiu o presidente.

CAPACIDADE PRODUTIVA

Com um faturamento global de US$ 7,4 bilhões ao ano, o Grupo Tenneco atende tanto o mercado OEM (montadoras) quanto o de reposição. Desse valor, US$ 500 milhões foram gerados no ano passado na região da América do Sul, que compreende as operações do Brasil e da Argentina, com participação de 35% dos escapamentos nas vendas, 20% de borrachas e componentes para suspensão, fabricados na unidade de Cotia (SP), e 45% dos amortecedores.

No País, a capacidade produtiva anual do grupo é de 9 milhões de amortecedores para montadoras e aftermarket. A linha de borrachas gera 50 milhões de unidades para ambos os mercados. Enquanto os conjuntos de escapamentos, feitos apenas para OEM, tanto na Argentina quanto no Brasil, chegam a um patamar de 100 mil ao ano, considerando apenas veículos pesados.



Tags: Tenneco, Monroe, Axios, centro tecnológico, fábrica, Ford, Bahia, Guillermo Minuzzi.

Comentários

  • carlos

    PRODUTOS DE QUALIDADE COM A MAIOR GARANTIA E QUALIDADE SÓ PODE CRESCER DESENVOLVENDO-SE DESTA MANEIRA.CONHECI A TENNECO EM CURITIBA EXATAMENTE EM SAO JOSÉ DOS PINHAIS TRABALHEI DOIS ANOS E ESTOU ARREPENDIDO DE TER SAIDO JA QUE NA EPOCA FOI FEITO UM CONVITE PRA EU IR PRA MOGI MIRIM COM ELA UM ABRAÇO, PRECISO TRABALHAR COM VCS NOVAMET. CARLOS ROBERTO ALVES

  • adilson silva

    muito bom mais investimento e tecnologia. tabm aceito uma oferta de emprego.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência