Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Legislação | 19/04/2013 | 20h30

Ford é multada por publicidade da F-250 Super Duty

Pagará R$165.360 por omitir necessidade de CNH de categoria C na propaganda

REDAÇÃO AB

A Ford do Brasil recebeu multa de R$165.360 na sexta-feira, 19, do Ministério da Justiça por publicidade enganosa da picape Ford F-250 Super Duty.

Segundo comunicado do próprio Ministério, a publicidade induzia o consumidor ao erro por omitir informação clara sobre a necessidade do condutor possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria C - especial para condução de veículo motorizado utilizado em transporte de carga, cujo peso bruto total exceda 3,5 mil quilos. A multa foi aplicada pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon/MJ), por meio do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC).

De acordo com o DPDC, a publicidade violou os direitos básicos previstos no Código de Defesa do Consumidor. “A informação correta e precisa é fator fundamental para se garantir a transparência nas relações de consumo e o direito de informação dos consumidores”, explica Amaury Oliva, diretor do DPDC.

O valor deverá ser depositado em favor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) do Ministério da Justiça e será aplicado em ações voltadas à proteção do meio ambiente, do patrimônio público e da defesa dos consumidores.

Em nota, a Ford informou que ainda não foi notificada oficialmente da íntegra da decisão. A empresa disse, porém que pretende apresentar "o recurso cabível".



Tags: Ford, Ministério da Justiça, propaganda.

Comentários

  • Valdeir

    O pior é que quando se passarem 10 anos após a compra, provavelmente não encontraremos mais peças para manutenção. Isto é a política da Ford para que as pessoas descartem seus veículos usados e sejam obrigados a comprar outro. Acontece isto com a minha ranger: Não tem mais peças na concessionária. O prejuízo não é apenas do consumidor, é do planeta inteiro que não aguenta mais tanto consumo e descarte como se os recursos fossem ilimitados para fabricação, o que é absurdo pois o nosso planeta é limitado. Isto é que é uma empresa míope, bem ao estilo americano.

  • ronaldo ramos

    Demorou dar o arrego dos home, é isso que dá!!!Só criança que não vê isso.Afinal de contas para começar quem tem que ter ciência do que pode ou não dirigir é o motorista(quem não sabe disso comprou carteira).

  • Leonel Melichenco

    Ótimo, é preciso que as empresas, neste mundo capitalista desumano (selvagem, não, pois os animais não merecem) sejam mais responsáveis. Há milhares de casos de propaganda enganosa neste país, fora os muitos casos de monopolismo disfarçado, mas os consumidores são muito acomodados, acham que não adianta reclamar. Adianta, sim, é preciso ter coragem e não ser conformista. Num mundo assim, é preciso um Governo forte e comprometido com os interesses populares e não conivente com os interesses dos grandes empresários. E isto, infelizmente, hoje não temos.

  • Anonimo_pr2013

    "O valor deverá ser depositado em favor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD)..." Ou seja, eles multam coisas irrelevantes para mascarar o que precisar ser fiscalizado com mais rigor. Quanta propaganda enganosa vejo no horario politico, porque isso não é fiscalizado e multado?!?! Aham, e agora josé?!

  • Luiz Miguel Cabral

    O Ministério da Justiça foi muito clemente e tardio na aplicação da multa. Comprei uma F250 cabine dupla em 2007 e tomei conhecimento da obrigatoriedade da mudança de categoria quando fui parado por uma blitz. Tive que fazer o exame para passar para categoria "D" que na época era obrigatório.

  • Geraldo P.Lewis

    Prezados Colegas... Diversos sites fizeram polemica desta noticia , mais tem o "outro lado da moeda"....o ja amadurecido e experiente consumidor/motorista Brasileiro já conhece (ou deveria) as limitaçoes da categoria de seu CNH....o que pode e NÃO pode dirigir. Isto deveria ser parte do exame do DETRAN. Outra, e sempre recomendado analizar as especificações técnicas do produto sendo comprado. Os fabricantes de onibus , caminhão,equipamento agricola publicam que o operador/motorista precisa ter CNH Categoria "C" ou superior ??? Nunca vi ! Só pensando.... Parabens a AB por sua excelente qualidade,conteudo e pontualidade. Atenciosamente GPLewis Sao Paulo.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência