NOTÍCIAS
28/04/2013 | 15h07

Lançamentos

Honda PCX 150 tem preço sugerido de R$ 7.990

Novo produto já é feito em Manaus e deve passar de mil unidades/mês; muitas peças são tailandesas


MÁRIO CURCIO | De Indaiatuba (SP)

Lançamento vai agradar a quem tem carro, mas precisa de boa opção para fugir dos congestionamentos
Até o fim de maio, as revendas Honda já estarão abastecidas com o PCX 150, um produto com boa dose de tecnologia que a fabricante começou a montar em Manaus. O modelo tem preço sugerido de R$ 7.990 e é feito na HDA2, mesma divisão da fábrica de Manaus onde começou a ser produzido em 2009 outro scooter, o Lead 110, o mais vendido da categoria desde 2010.

Assim como os produtos concorrentes, o PCX 150 tem grande dependência de componentes importados da Ásia. Seu conjunto motor-transmissão e os pneus, por exemplo, vêm da Tailândia. Sistemas de iluminação e painel de instrumentos também são importados. Carenagem, pintura e quadro (chassi) são feitos no Brasil. O produto era aguardado com alguma ansiedade, já que seu desempenho permite o uso em vias rápidas e pequenas viagens.

“Vamos fazer mais de mil unidades por mês”, afirma o engenheiro e gerente de relações institucionais, Alfredo Guedes Júnior. A Honda não revela o investimento para trazer o novo produto. A decisão foi tomada pelos resultados do Lead 110, que desde sua estreia até o momento teve cerca de 68 mil unidades vendidas.

Em 2011, seu melhor ano, foram 20.945 unidades, quase o triplo do segundo colocado. “O PCX 150 vem fortalecer essa base criada pelo Lead, assim como ocorre com as motos CG 125 e 150”, diz Guedes. Com o estreante, a Honda quer atrair usuários que têm carro, mas procuram um segundo veículo diferenciado para livrar-se dos congestionamentos. “Ele também servirá como próximo passo para aqueles que já têm um Honda Lead ou uma Biz”, afirma Guedes. O modelo tende a atrapalhar as vendas do Dafra Citycom 300, que conta com uma rede menor de revendas e, por ser maior e mais potente, também tem preço sugerido mais alto, R$ 13.990.

TECNOLOGIAS EM MOTOR, TRANSMISSÃO E FRENAGEM

O PCX 150 inova por trazer um sistema denominado Idilling Stop System, que atua como os Start-Stop que equipam alguns automóveis importados. É o primeiro veículo de duas rodas à venda no Brasil com esse recurso que ajuda a reduzir consumo e emissões. Três segundos após parar o scooter no semáforo, seu motor desliga. Para colocá-lo em movimento basta reacelerar. A resposta é imediata. O mesmo magneto que gera corrente para o sistema elétrico atua como motor de arranque.

Honda
Painel traz informações básicas e marcador de combustível. Espaço sob o banco leva capacete e ainda sobra lugar para objetos menores. Lanterna traseira é um dos vários componentes importados. Novo scooter utiliza sistema CBS, que integra os freios dianteiro e traseiro, aumentando a segurança do piloto

Também para economizar combustível, o PCX 150 utiliza em sua transmissão automática o Enhanced Smart Power (ESP), um sistema que promove o alongamento da relação de transmissão sempre que o scooter está em velocidade constante, reduzindo assim as rotações do motor.

Quem anda ou já andou de moto ou scooter sabe que em regra os freios dianteiro e traseiro são acionados de forma independente. No scooter PCX 150, o sistema Combined Brake System (CBS) promove a frenagem das duas rodas de forma conjunta, mesmo que o piloto só pressione o manete direito (freio dianteiro, a disco) ou esquerdo (traseiro, a tambor). O CBS também é utilizado no Lead 110 e em motocicletas Honda equipadas com sistema antitravamento, ABS.

MUITO FÁCIL DE PILOTAR

Os produtos chamados de scooters equivalem às motonetas Vespa e Lambretta que fizeram sucesso nos anos 1950 e 1960 no Brasil, equipadas com câmbios de três ou quatro marchas acionados pela mão esquerda. Nesses veículos atuais, prevalece uma transmissão automática com polias variáveis, o que facilita demais a pilotagem.

Assim é o PCX. Seu motor tem cilindrada exata de 153 centímetros cúbicos, refrigeração a líquido e injeção eletrônica. Alimentado por gasolina, produz 13,6 cv. Bastante ágil nas saídas de semáforo, ele pula na frente até de motos urbanas. A altura do assento (76 centímetros) e o peso relativamente baixo (124 quilos) permitem que pessoas com 1,60 metro se sintam à vontade para pilotá-lo.

Durante um teste, ele mostrou bom desempenho também em estrada e chegou, no velocímetro, perto dos 120 km/h de velocidade máxima (a Honda não informou dados de desempenho nem consumo). Outra vantagem do PCX 150 está na praticidade. Debaixo do banco cabe um capacete e ainda sobra espaço para pequenos objetos. Abaixo e à esquerda do painel de instrumentos há um pequeno porta-luvas.

O preço competitivo do PCX se deve à origem asiática de seus componentes, já que uma Honda CG 150 Titan EX, com índice de nacionalização bem maior, tem tabela de R$ 7.630 e entrega muito menos tecnologia, ainda que seja flex.

Quem andou em um ciclomotor na adolescência (Caloi Mobylette, por exemplo) não terá dificuldade com um destes, mas vale dizer que é preciso ter habilitação na categoria A, obrigatória para conduzir veículos motorizados de duas e três rodas. O motorista que já habilitado para automóveis ou veículos de carga precisa fazer o que se chama de “adição de categoria”.

Comentários: 9
 

Oswaldo
28/04/2013 | 20h35
A PCX 150 é mais alta do que a Lead 110? Obrigado.

João Neri Satter Mello
29/04/2013 | 10h02
Ta quase perfeito. Vou pensar em trocar a minha Lead por um pcx 150. O que me faz pensar, é a pcx 150 ter um espaço menor no seu bagageiro, além da falta do assoalho plano. Vou analisar as outras vantagens. Parabéns pelo lançamento.

santos
18/05/2013 | 18h12
acredito ser uma boa opção para uso urbano , pena que aqui em Brasilia ja vai ter agio , o preço já pre estabelecido aqui vai passar dos 9.000,00 vou ser o primeiro a comprar em outro lugar !

Luiz Carlos K Soares
30/05/2013 | 22h51
Decepção. Estive essa semana na concessionária para dar uma olhadinha na Honda PCX, perguntei o preço e quase cai de costas, 9.700,00 e ainda tem que pagar a documentação de licenciamento passando de 10 mil o valor da moto. A concessionária é de Porto Alegre RS. Vou esperar um pouco pra ver se mantem esse preço antes de comprar.

gigi
01/06/2013 | 01h15
Eu gostei tanto da novidade que ja comprei a minha, espero retira-la na semana que vem. 01/06/13 as 01:14.

Vag
06/06/2013 | 00h23
Gigo Que valor vc pagou na sua?

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 22/10/2014
Novos condutores precisam de preparação melhor

Esta coluna é apoiada por:

DISTRIBUIÇÃO | 20/10/2014
É preciso ter foco para driblar a retração do mercado
DE CARRO POR AÍ | 16/10/2014
Exposição é a maior da América do Sul voltada a veículos antigos
AUTOINFORME | 10/10/2014
Parta para um usado se não quiser investir uma pequena fortuna no carro novo
QUALIDADE | 03/10/2014
Brasil precisa de estrutura para o desenvolvimento de novas tecnologias
Novos desafios trazem energia e motivação
INOVAÇÃO | 26/09/2014
Buscar soluções em grupo pode ser mais eficiente
Difícil acreditar que indústria investirá R$ 80 bi até 2018
MERCADO | 01/09/2014
Versões cross e SUVs compactos se multiplicam no Brasil
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes

EVENTOS


25 e 26 de novembro de 2014
4º Fórum Mulheres em Destaque
Evento realizado pela CKZ no Fecomércio, em São Paulo, SP
18 a 20 de junho de 2015
Latin Auto Parts Expo
Feira realizada no ATLAPA Convention Center, Cidade do Panamá. Informações em http://www.latinpartsexpo.com.
11 a 13 de novembro de 2014
Feira Internacional de Tecnologias de Fixação
Feira realizada no Expo Center Norte, em São Paulo. Informações em www.fastenerfair.br.com.
30 de outubro a 9 de novembro de 2014
Salão do Automóvel de São Paulo
Evento realizado no Anhembi, em São Paulo, SP.
11 a 13 de novembro de 2014
FEIPLAR COMPOSITES & FEIPUR 2014
Mais informações em consultoria@artsim.com.br ou pelo telefone: (11) 2899-6354.