Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 08/05/2013 | 11h38

Audi: carros brasileiros precisariam de 53% de conteúdo local

Radomile, presidente da companhia, aponta que estudo da fábrica nacional já está pronto

GIOVANNA RIATO, AB

Caso decida por voltar a produzir carros no Brasil, a Audi precisará que eles tenham 53% de conteúdo regional logo na primeira etapa da operação. Segundo a companhia, o índice atende o exigido para fabricantes de baixo volume habilitadas ao Inovar-Auto. “Estamos esperando as regulamentações do novo regime automotivo para agendar uma reunião com o governo sobre o nosso projeto”, conta Leandro Radomile, presidente da companhia para o País.

Ele calcula que, definidas as últimas pendências da política industrial, a companhia precisará de cerca de três meses para finalizar o projeto e anunciar sua decisão. O executivo concorda com Rupert Stadler, CEO da organização, que afirmou recentemente que é preciso ter mais clareza sobre a política industrial para decidir sobre a instalação de uma fábrica brasileira (leia aqui). Radomile lembra que, sem a publicação das portarias pendentes, a legislação está sujeita a alterações. “Nosso estudo está bem pronto. O problemas é que teremos de revisar se as premissas forem modificadas.”

Como exemplo das mudanças pelas quais o regime automotivo ainda passa, Radomile aponta a exigência de mais etapas fabris feitas no Brasil, medida anunciada em abril (leia aqui). “O problema é que tudo ainda está muito vago. Por exemplo, o que será considerado como estamparia? Posso fazer aqui tanto peças pequenas quanto a lateral inteira de um veículo”, questiona. A companhia também se prepara para o desafio de desenvolver fornecedores locais. “No segmento premium, muitos componentes têm um único fabricante mundial. Precisamos ver como isso será feito.”

O executivo prefere não dar detalhes sobre as regiões candidatas a receber a fábrica. Se confirmada, o mais provável é que a planta seja erguida no mesmo complexo industrial da Volkswagen, em São José dos Pinhais. O investimento deve ficar em torno de R$ 595 milhões, o mínimo exigido pelo governo para fábricas de baixo volume, com capacidade para até 35 mil carros por ano.



Tags: Audi, fábrica, investimento, Leandro Radomile.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência