Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Carreira | 13/05/2013 | 17h11

Volkswagen investe em treinamento de funcionários

Em 2011, foram R$ 20,6 milhões para capacitar trabalhadores nas quatro unidades do Brasil

SUELI OSÓRIO, PARA AB

Grandes empresas do setor automotivo estão cientes de que vale a pena investir na capacitação de funcionários. Uma delas é a Volkswagen. Para se ter ideia do montante gasto com treinamento, em 2011 foram R$ 20,6 milhões para capacitar os mais de 24 mil funcionários da empresa no Brasil. O aporte corresponde a 30,4 horas de formação por colaborador, entre educação corporativa, bolsas de estudo e cursos complementares e inclui desde o desenvolvimento e capacitação técnica até a graduação e especialização.

Segundo Raimundo Ramos, gerente executivo de recursos humanos da empresa, as ações são direcionadas às necessidades do presente e do futuro. "Há alguns programas específicos para mensalistas que não foram criados pelo RH, mas em que o departamento atuou como facilitador entre as universidades e os funcionários", explicou.

Um dos programas está ligado à AutoUni, universidade da Volkswagen na Alemanha voltada à capacitação técnica. "Trazemos tecnologia e consultores da Europa, professores do Brasil e da Alemanha que fazem um trabalho conjunto", explicou.

Outra iniciativa de destaque da marca na operação nacional é a Escola de Excelência Volkswagen. Com o objetivo de treinar e multiplicar o conhecimento entre os empregados de todos os níveis hierárquicos, o programa oferece mais de 210 horas de treinamentos técnicos e comportamentais. As aulas são ministradas por instrutores internos, com tutores que acompanham cada tema.

Ramos também citou um programa destinado a líderes de células da linha de produção que teve início em 2006. "Esses profissionais têm participação essencial na produção dos veículos e, para fazer esse trabalho, pesquisamos todas as pessoas envolvidas na fabricação nas quatro unidades da Volkswagen", disse. O processo contou com análise detalhada do trabalho, entrevistas individuais e, numa segunda fase, com workshop de validação da estrutura curricular.

O programa foi dividido em etapas e, atualmente, praticamente todos os líderes de células já participaram do Básico 1, que tem 300 horas de treinamento. Também foram formados instrutores e monitores. Segundo Ramos, hoje os líderes de células são os campeões em engajamento no trabalho.

A maioria dos programas desenvolvidos na Volkswagen ocorre dentro do horário de trabalho, o que evita o acúmulo de horas extras. "Também utilizamos o e-learning e temos parcerias com universidades", disse.

Ramos finaliza afirmando que, para obter resultados no treinamento de pessoas, é preciso ter visão a médio e longo prazo. "Não podemos esperar por resultados imediatos. O treinamento tem de estar alinhado à estratégia da empresa", concluiu.



Tags: Volkswagen, treinamento, carreira.

Comentários

  • LEANDRO PEREIRA

    A "gestão do conhecimento" em algumas empresas faz parte de sua estratégia de competitividade que carrega por toda a cadeia produtiva um benefício que todas correm atras o tempo todo; melhoria de eficiência. O saber fazer está a cada dia mais raro...

  • Silvano Marmentini

    Legal a iniciativa,vale lembrar que as conssecionarias deveriam ser obrigadas a fazer o mesmo,pois trabalho em uma e estamos anos-luz atrazados,nos quesitos treinamentos presenciais,vale lembrar que os cursos oferecidos via academia VW,possuem muito poucas vagas por turmas,visto a quantiade de conssecionarias no pais,tambem que ficara dificil alcançar a meta de 1ºlugar em atendimento no pos venda se nao haver forte empenho junto aos conssecionarios,em vez de bonificar as mesmas com valor desnecessarios somente enchendo os bolsos dos titulares,deveriam visar os reparadores e demais colaboradores que dedicam os dias da semana diagnosticando e botando a mao na massa,tendo em vista que na mairia das vezes o reparador,seja qual for a area e que tem,na maioria das vezes indicaçao de um produto,veiculo,peças para um cliente,cliente nao vai na maioria das vezes por status,mas sim por saber que o determinado produto e bao ou nao.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência