Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 15/05/2013 | 19h16

Brasil é mercado promissor para Jaguar Land Rover

Com crescimento das vendas, marcas promovem ações para estreitar relacionamento com cliente

SUELI REIS, AB

A decisão da Jaguar Land Rover em construir uma fábrica no Brasil (leia aqui) se torna mais urgente quando se analisa o desempenho das marcas no mercado local. Em 2012, somando as vendas de ambas no mercado global, a América Latina representou 4% das vendas, o mesmo índice para mercados mais maduros como Alemanha e Itália. No ano passado, foram entregues 357,7 mil Jaguar e Land Rover em todo o mundo, um aumento de 30% na comparação com as vendas totais do ano anterior.

No Brasil, as duas marcas de luxo venderam 8.212 unidades em 2012, sendo 8,1 mil Land Rover e 50 Jaguar, alta de 6,3% e 0,04% sobre 2011, respectivamente. No primeiro quadrimestre deste ano, a Jaguar já superou o volume de venda de todo o ano passado, com 84 unidades entregues em quatro meses, enquanto a Land Rover contabiliza 3,3 mil unidades vendidas entre janeiro e abril. O desempenho é reflexo das cotas de importações sem a majoração dos 30 pontos porcentuais no IPI.

A média de vendas da Land Rover subiu de 674 veículos por mês em 2012 para 831 veículos/mês em 2013, um crescimento de 23,3% nesta comparação.

“É um resultado excepcional diante do cenário em que se coloca todas as barreiras de importação e carga tributária para carros importados”, enfatizou Flavio Padovan, presidente da Jaguar Land Rover para América Latina e Caribe.

De acordo com os dados apresentados pelo executivo, no mercado premium de SUV, a Land Rover acumula participação de 57% nas vendas do primeiro quadrimestre sobre fatia de igual período do ano passado, quando o índice era de 54%. No mercado premium que a Jaguar atua no Brasil, seu share subiu de 5% para 19% na mesma base de comparação. Sua média de vendas mensais saltou de 4,5 veículos por mês em 2012 para 23 veículos por mês em 2013.

Para Padovan, a tendência do mercado de luxo no País é de crescimento e no caso da Jaguar e Land Rover, este avanço está baseado na expansão da rede, atendimento personalizado, estreitamento nas relações com o cliente e com a vinda de novos produtos. Atualmente a gama Land Rover no País conta com cinco modelos: o mais recente Range Rover Vogue, lançado em março deste ano (leia aqui), Range Rover Evoque, Range Rover Sport, Freelander 2 e Discovery 4. A Jaguar também oferece cinco modelos, XJ, XKR, XKR-S, XFR e o novo esportivo F-Type de dois lugares, que chega por aqui em setembro.

Sem arriscar projeções de venda para o ano ou índice de crescimento para as duas marcas que preside, Padovan se limita a dizer que haverá “um salto estupendo com volumes altos de vendas”.

Para sustentar o crescimento iminente, a empresa adota ações para estreitar a relação com o cliente, principalmente o da Jaguar. Após assumir 100% das operações da marca no Brasil em novembro de 2012 (desde a década de 1970 a empresa SHC, de Sérgio Habib, era o importador oficial da Jaguar no País e mantinha três concessionárias: duas em São Paulo e uma no Rio de Janeiro) a marca inaugurou cinco concessionárias, aumentando para oito o total de revendas no País. As novas casas atendem São Paulo (agora com 3 revendas), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC) e João Pessoa (PB). Este ano, até abril, a Land Rover abriu mais quatro concessionárias, atingindo 34 revendas no País – em 2012 encerrou o ano com trinta revendas.

“Estamos estreitando os laços com o cliente, por meio de uma comunicação mais eficaz, com a ajuda das redes sociais e uma nova gestão de posicionamento no mercado. A Jaguar era vista como um produto inacessível, pouca gente sabia que poderia comprar um Jaguar por R$ 230 mil e a comunicação passou a ter um papel fundamental nessa nova fase”, argumentou.

Entre as ações, a empresa realiza anualmente, desde 2009, o Fast Drive, que consiste no teste drive dos modelos da Land Rover em circuito fechado, para promover a marca para um público em potencial. Neste ano, o evento acontece no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, de quinta-feira, 16 até domingo, 19. Pela primeira vez, os participantes também poderão dirigir os modelos da Jaguar.



Tags: Land Rover, Jaguar, mercado de luxo, premium, Flavio Padovan, vendas.

Comentários

  • Carlos Serralheiro

    Com certeza estamos aqui para receber o que deixou de ser o que era. A Jaguar após perder seu brilho e prestígio foi vendida para Ford que tentou reviver a marca sem qualquer sucesso. acabou por desovar a Jaguar na Índia através da Tatá Motors que também comprou a Land Rover. A Tata é aquela montadora da India que fabricava o carro mais barato carro do mundo e comprou essas marcas outrora famosas para desovar em mercados emergentes, como o nosso, aonde a informação é boicotada pelos meios de comunicação. Claro, que o comprometimento comercial jamais permitiria a publicação desse comentário imagino eu.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência