Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 07/06/2013 | 19h15

Sindicato quer que governo apresse rastreabilidade de autopeças

Assunto foi discutido em reunião com o MDIC na quinta-feira, 6

REDAÇÃO AB

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos e da Agência Regional de Desenvolvimento do ABC, Rafael Marques, se reuniu na quinta-feira, 6, com a secretária do Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio (MDIC), Heloisa Menezes, para tentar apressar a adoção de um sistema que verifique o conteúdo nacional das autopeças.

“Criar um sistema que permita conhecer o volume real de produtos nacionais que as montadoras estarão utilizando em seus veículos é urgente”, declara Marques em nota divulgada pelo sindicato na sexta-feira, 7. “Será a única forma de saber se elas poderão ter direito a desoneração tributária prevista pelo novo regime automotivo, o Inovar-Auto”, completa.

Marques diz que o sindicato e a agência trabalham em defesa da sobrevivência das empresas de autopeças, pois essas fazem parte de um dos setores da economia que mais benefícios terá com o Inovar-Auto se as determinações para o conteúdo nacional forem seguidas. O sindicalista diz que “lamenta a resistência de montadoras, principalmente as asiáticas, e de sistemistas diante de um novo sistema de rastreabilidade”.

Também estiveram presentes na reunião com a Heloisa Menezes representantes do Sebrae (Agência de Apoio ao Empreendedor e Pequeno Empresário), da Finep (Agência Brasileira de Inovação), do Sindipeças, além de representantes de outros sindicatos.



Tags: Sindicato, metalúrgicos, ABC, Rafael Marques, Heloisa Menezes, MDIC.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência