Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
JAC Motors já vende linha 2014 do J3
Nova frente se aplica aos dois modelos. Sedã também teve a traseira redesenhada

Lançamentos | 19/06/2013 | 01h49

JAC Motors já vende linha 2014 do J3

Carro recebeu mudanças importantes nas duas versões; hatch custa R$ 35.990 e sedã, R$ 37.990

MÁRIO CURCIO, AB | De Campinas (SP)

Com modificações externas e internas importantes, o modelo J3 2014 já chega às revendas JAC Motors. O hatch tem preço sugerido de R$ 35.990 e o sedã, chamado J3 Turin, sai por R$ 37.990. As duas carrocerias receberam uma dianteira renovada em todos os elementos: capô, faróis, grade, para-lamas e para-choque. A traseira do hatch permanece igual, mas a do sedã foi revista. A alteração mais perceptível está nas lanternas, que se estendem agora sobre a tampa do porta-malas.

As mudanças foram criadas na Itália e executadas pelos chineses, mas teriam sido ditadas pelo Brasil: “O caminho agora é inverso. Eles (os chineses) já assimilam mais aquilo que pedimos”, afirma o gerente de qualidade e engenharia experimental, Clayton Máximo. Os responsáveis pelo produto na China estariam mais maleáveis e menos reativos que no período inicial, até porque o convívio com os brasileiros tem sido intenso.

Há sempre 10 a 15 profissionais do time “brasuca” atuando no oriente, em duas frentes distintas, uma para os modelos importados e outra envolvida com a futura fábrica de Camaçari (BA) e os modelos que lá serão produzidos.

Novo
Dianteira é nova tanto para o J3 hatch como para o J3 Turin, o sedã, cujas lanternas traseiras agora se prolongam sobre a tampa do porta-malas.

O interior dos J3 2014 também mudou nos revestimentos de porta, no painel, rádio e teclas de acionamento de vidros, entre outros detalhes. “O volante agora é revestido de couro e tem controles de som integrados”, recorda o presidente da JAC Motors do Brasil, Sérgio Habib. Segundo o empresário, o câmbio e as suspensões também receberam melhorias. A chave adotada agora é do tipo canivete para comandar o travamento central elétrico.

Até o fim do ano, a empresa pretende vender 24 mil unidades de toda a família JAC, que inclui os J3, o compacto J2, o sedã J5, a minivan J6 e uma nova van de luxo para sete pessoas chamada T8, a ser apresentada em outubro. O mix de vendas previsto para o J3 neste momento é de meio a meio para hatch e sedã.

Novo
Painel foi redesenhado, volante recebeu controles de som e painéis de porta têm novas teclas e outro acabamento; motor 1.4 a gasolina é o mesmo e produz 108 cv.

Sobre o mercado para 2013, o presidente da JAC Motors acredita em alta de 2% a 5% sobre o ano passado e prevê que as quatro grandes fabricantes (Fiat, Ford, General Motors e Volkswagen) continuarão perdendo participação para as newcomers. “Elas perderam 20% na primeira onda; serão 31% com as novas fábricas a ser inauguradas”, diz Habib. De olho no potencial da América Latina, o executivo citou o crescimento acentuado da presença de marcas chinesas no Paraguai, Uruguai, Peru e Colômbia.

IMPRESSÕES GERAIS FAVORÁVEIS

De maneira geral, o J3 é um modelo maduro, redondo para o dia a dia, tanto na versão hatch como sedã. O motorista comum não terá dificuldade de se adaptar a um desses. Foi positivo o resultado das modificações internas do J3. O plástico empregado no painel é simples, mas tem toque e textura agradáveis, assim como o material das portas.

Controles de som no volante são sempre bem-vindos, mas a recepção do rádio e a qualidade de áudio poderiam ser melhores. As estações se misturam em ambiente urbano e o som dos alto-falantes é grave, abafado.

Com seu motor 1.4 a gasolina de 108 cv de potência, o J3 vai bem na maioria das situações. Perde fôlego em retomadas e acelerações diante de subidas um pouco mais íngremes. A suspensão é macia, mas não mole demais a ponto de prejudicar a estabilidade ou a segurança.



Tags: JAC, J3, J3 Turin, Sérgio Habib, Clayton Máximo.

Comentários

  • Plinio Tavares

    Srs: Estou em processo de troca de J3 2013 para 2014 .Pedi ao gerente da concessionaria para transferir a centralina de chaves de fechamento vidros e portas para o novo carro .Porem ele me disse que não há compatibilidade .Isso é correto ? Att Plinio

  • Pedro(

    estou pensando em comprar um carro e o J3 parece bem tentador. como muitos, tenho aquele pé atrás com chineses, mas gostaria de saber opiniões de quem tem/teve um para saber se vale a pena, principalmente quanto à manutenção (problemas de estoque de peças)

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência