Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Insumos | 30/07/2013 | 17h27

Novelis aumenta produção de alumínio de olho nas compras do setor automotivo

Fabricante investe US$ 340 milhões na ampliação das operações de laminação na América do Sul

REDAÇÃO AB

Com aporte de US$ 340 milhões, a Novelis, fabricante de laminados de reciclagem de alumínio, quer elevar a produção de sua fábrica em Pindamonhangaba (SP) para 600 mil toneladas/ano. Trata-se do maior investimento da empresa na região nos últimos dez anos, segundo Phil Martens, presidente e CEO da Novelis. “O Brasil é uma das áreas de operação da Novelis que mais cresce no mundo. Com a expansão de nossa fábrica esperamos atender à crescente demanda por produtos laminados na América do Sul.”

Do pacote de melhorias consta um terceiro laminador a frio, para aprimorar a qualidade dos produtos, além de uma nova refusão e um novo forno de pré-aquecimento para a laminação a quente. Em princípio, o investimento dedica-se a fortalecer a liderança da empresa no segmento de bebidas enlatadas e embalagens de alumínio. Mas Tadeu Nardocci, presidente da Novelis América do Sul, não esconde outras intensões: “Futuramente, será possível explorar novas oportunidades como o mercado automotivo. O novo regime, Inovar-Auto, estabeleceu metas de redução de emissões de CO2, o que vai exigir das montadoras a produção de veículos mais leves e econômicos”.

A fábrica da Novelis em Pindamonhangaba também abriga o maior centro de reciclagem de alumínio na América do Sul e atende segmentos como o de transportes, eletrodomésticos e automotivo, além dos de chapas de alumínio para latas, no qual é líder.



Tags: Novelis, alumínio, Pindamonhangaba, redução de emissões.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência