Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 02/08/2013 | 14h23

BMW lucra € 2,7 bilhões no primeiro semestre

Volume de vendas bateu recorde no período, com 6% a mais do que em 2012

REDAÇÃO AB

O Grupo BMW alcançou invejável resultado no primeiro semestre de 2013. A começar pelo resultado de vendas de janeiro a junho de 2013, de 954.521 unidades, recorde na história da companhia. O volume foi 6% maior do que o alcançado em 2012, de 900.539 veículos. E o lucro líquido recebeu reflexo imediato desse número, com € 2,7 bilhões nos seis meses de 2013, 2,9% a mais do que os € 2,63 bilhões alcançados em 2012.

A receita do grupo, no entanto, não obteve mesmo desempenho. Pelo contrário: caiu 1,1% no primeiro semestre do ano, de € 37,495 milhões em 2012 para € 37,098 milhões. O resultado financeiro da companhia amargou queda ainda maior, de 6,7%, a partir do EBIT de € 4,12 milhões no primeiro semestre de 2013 contra € 4,4 milhões no mesmo período em 2012.

Até o fim do ano a companhia pretende atingir as expectativas definidas no início do ano, mesmo com um cenário econômico ainda bastante volátil, segundo reiterou Norbert Reihofer, presidente do conselho administrativo da BMW AG: “Permanecemos com o objetivo de aumentar o volume de vendas ao redor de um dígito ao longo do ano, fazendo deste um recorde. Devido ao alto nível de exigência no desenvolvimento de novas tecnologias e modelos, assim como investimento em estrutura de produção, nós mantemos a expectativa para 2013 de lucros antes de impostos semelhante aos de 2012.”

RECORDES

Por segmento de atuação, o braço de automóveis obteve 1,7% de incremento na receita, de € 33,525 milhões no ano passado para € 34,108 milhões. A montadora alcançou volumes recordes em quase todos os continentes em que atua. Na Ásia, por exemplo, o grupo comercializou 272.943 veículos no primeiro semestre do ano, 14.3% a mais do que no ano anterior. Tal desempenho inclui 30.525 unidades vendidas no Japão, que representaram 10,1% de acréscimo, e outros 183.208 automóveis negociados na China, 15% de evolução sobre 2012.

No continente americano foram 9,7% a mais com 213.867 unidades, incluindo 173.156 vendidas nos Estados Unidos – 8,9% de crescimento. Na Europa, o grupo também obteve resultado recorde de vendas, com 436.709 automóveis vendidos de janeiro a junho de 2013, índice apenas 0,1% maior do que o de 2012.

Para atender a essa enorme demanda, o grupo BMW teve de ampliar seu quadro de funcionários neste período, que subiu 4,8% comparado ao ano passado.



Tags: BMW, Norbert Reihofer, receita, lucro líquido, vendas.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência