Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 09/08/2013 | 13h04

Mini traz de volta a linha esportiva John Cooper Works

Versões têm motor de 211 cv de potência e preços entre R$ 136.950 e R$ 156.950

MÁRIO CURCIO, AB | De Mogi Guaçu (SP)

A Mini está trazendo novamente as versões esportivas John Cooper Works, equipadas com motor 1.6 Twin Scroll Turbo com injeção direta de gasolina, que produz 211 cv de potência. A nova linha é trazida apenas com transmissão automática. O preço inicial é de R$ 136.950, aplicado ao John Cooper Works hatch. O cupê é tabelado em R$ 141.950, o conversível em R$ 151.950 e o Roadster sai por R$ 156.950.

“Esperamos entregar até o fim do ano 230 unidades”, afirma o diretor de vendas e marketing da Mini no Brasil, Paulo Manzano. O maior volume dos pequenos esportivos estará concentrado no mais acessível, o hatch. “Deveremos vender bem também as versões conversível e do cabriolet por causa do verão”, diz Manzano.

Juntando todas as versões de carroceria e acabamento, o Brasil deve bater seu recorde de vendas de Mini, com 2,8 mil unidades até o fim de 2013. Até então, o melhor resultado foi obtido em 2011, com 2,7 mil carros, segundo o diretor de vendas.

Ainda há espaço para crescer: “Estimamos 3 mil carros em 2014”, afirma o executivo. Atualmente, o Brasil tem 25 revendas Mini operando e outros cinco nomeados, que abrirão suas lojas no primeiro semestre do ano que vem.

As versões mais vendidas do Mini no Brasil são produzidas sobre a carroceria hatch e custam entre R$ 99.950 e R$ 119.950. “Sessenta e cinco por cento dos compradores são homens. São em regra profissionais criativos, empresários, arquitetos, pessoas que valorizam o design. Têm entre 36 e 50 anos. São o que chamamos de ‘jovens de espírito’.”

Mini
Nas duas imagens superiores, as versões conversível e cupê do Mini John Cooper Works. Abaixo, o hatch e o interior, com detalhes vermelhos, característicos da linha esportiva

Esse consumidor dá cerca de R$ 60 mil de entrada e financia o restante em dois a três anos. Todos os meses, chegam de navio cerca de 230 Minis. Além dos carros, há espaço garantido para venda de acessórios: “Capas de retrovisor, faixas decorativas e rodas têm boa saída.

Desde abril de 2009, quando houve o lançamento da marca no Brasil, já foram vendidas aproximadamente 8,7 mil unidades. Em 2012 foram vendidas 301,5 mil unidades em todo o mundo.

AGILIDADE SURPREENDENTE ATÉ NA PISTA

Automotive Business foi até Mogi Guaçu (SP) conhecer de perto as novas versões John Cooper Works no Autódromo Velo Città. A estabilidade em curvas é a característica mais marcante desses pequenos esportivos, acentuada por controles eletrônicos de tração e de estabilidade; a eletrônica também atua sobre o bloqueio do diferencial. Como resultado, os carrinhos são bons em curvas de alta e baixa velocidades e ajudam a evitar a perda de controle em razão de excessos cometidos pelo motorista.

Além da boa potência disponível, os carros têm 26,6 kgf.m de torque entre 1.850 e 5,6 mil rpm. Por causa do pequeno porte dos Mini, o 1.6 turbo oferece agilidade suficiente para garantir muita diversão em estradas sinuosas e trechos de serra. Um botão aumenta o torque por alguns instantes para 28,5 kgf.m entre 2 mil e 5,2 mil rpm.

Pela faixa de preço em que se encontram essas versões e pelo perfil dos compradores, a Mini preferiu trazer a linha John Cooper Works apenas com câmbio automático. Como ele tem seis velocidades e aletas para trocas de marcha no volante, combina bem com o espírito esportivo dos carrinhos. A versão cupê, a mais esperta, acelera de zero a 100 km/h em 6,6 segundos e alcança 238 km/h.

Mini
Além da aparência esportiva, os bancos seguram bem o corpo. Na foto, o interior do John Cooper Works cupê. Motor 1.6 turbo que equipa a linha esportiva fornece 211 cv de potência e até 28,5 kgf.m de torque em momentos de pico



Tags: Mini, John Cooper Works, cupê, conversível, roadster, Paulo Manzano, arquitetos, empresários.

Comentários

  • Valter Prieto Jr

    Tinha parado de vender ? juro que não tinha percebido. A linha Mini é muito vasta, confunde o cliente. Valter

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência