Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Engenharia | 21/08/2013 | 18h00

Brasil seguirá tendências globais, diz SAE

Para o presidente da sociedade de engenheiros automotivos, inovação tecnológica chegará logo

PEDRO KUTNEY, AB

No próximo dia 2 de setembro, a SAE Brasil promove em São Paulo o Simpósio Inovação Tecnológica e Tendências Globais. Será mais uma oportunidade de discutir como a indústria automotiva brasileira se posicionará nos próximos anos diante de projetos globais e a necessidade de investir mais em inovação tecnológica. “O Brasil é o quarto maior mercado automotivo do mundo, portanto atrai o interesse mundial de fabricantes de veículos e componentes. Com essa escala, é natural que novas tecnologias sejam introduzidas”, avalia Ricardo Reimer, presidente da seção brasileira da sociedade de engenheiros automotivos, a SAE.

Apesar dos sobressaltos da economia brasileira, Reimer está otimista quanto ao desenvolvimento da indústria. Para ele, o incremento do valor agregado aos veículos feitos no Brasil, por meio da introdução de inovações tecnológicas, será questão de pouco tempo. Mais importante, ele garante que a comunidade brasileira de engenharia automotiva está preparada para lidar com o desafio de desenvolver carros mais bem equipados sem elevação de custo exagerada. “É preciso lembrar que o molho não pode custar mais que a carne”, brinca.

Reimer avalia que as modernas tecnologias que agregam funções autônomas aos carros, como piloto automático adaptativo, frenagem automática ou direção autônoma, também vão chegar aos carros brasileiros, ainda que com maior espaço de tempo em relação aos países desenvolvidos. Para ele, a política industrial desenhada para o setor automotivo, o Inovar-Auto, incentiva a introdução de novas tecnologias por meio das exigências obrigatórias de investimento em pesquisa, desenvolvimento e engenharia. “Temos aqui um corpo de engenheiros capacitados a fazer aqui a inovação que a indústria precisa”, reforça.

Também presidente do Grupo Schaeffler para a América do Sul, um dos maiores fornecedores mundiais de componentes, Raimer diz que a indústria de autopeças deverá voltar a acompanhar o crescimento das montadoras no Brasil, como novos investimentos. Com o dólar em alta, existe o incentivo natural de produzir mais localmente, em vez de importar, e de aproveitar a oportunidade para elevar as exportações.

Esses assuntos serão temas dos painéis e palestras do simpósio organizado pela SAE, que contará com a presença de alguns dos principais representantes do setor automotivo nacional, como Luiz Moan, presidente da associação dos fabricantes de veículos, a Anfavea, e Paulo Butori, presidente do Sindipeças, entidade que reúne a cadeia de fornecedores. Os temas em discussão vão abordar as tendências tecnológicas internacionais da indústria, demandas de novas tecnologias no País, contribuição da engenharia brasileira para projetos globais, ritmo das inovações no Brasil, veículos elétricos, competitividade e eficiência (veja aqui o programa completo do evento).

Assista abaixo a entrevista exclusiva de Ricardo Reimer a ABTV:



Tags: SAE, SAE Brasil, Ricardo Reimer, Simpósio Inovação Tecnológica e Tendências Globais, Inovar-Auto, tecnologia, engenharia, desenvolvimento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência