Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 02/09/2013 | 17h25

Yamaha lança, enfim, um modelo com 150 cc

Nova YS 150 Fazer tem preço inicial de R$ 7.390 e irá brigar com a Honda mais vendida do Brasil

MÁRIO CURCIO, AB | De Mata de São João (BA)

Chega em outubro às revendas Yamaha a nova YS 150 Fazer. A motocicleta terá inicialmente duas versões, ED, por R$ 7.390, e SED, a R$ 7.850, ambas com partida elétrica, freio dianteiro a disco e rodas de liga leve. O modelo tem injeção eletrônica, motor flex e outras características que abrem perspectivas para a Yamaha recuperar sua participação de mercado, que caiu de 13,5% em 2005 para 10,4% no acumulado de 2013. Pelo desejo da Yamaha, esta será sua moto mais vendida no Brasil. E não implicará a saída de linha da YBR Factor 125.

A YS 150 Fazer surge nove anos e meio depois de a líder Honda ter lançado a CG 150. E todas as concorrentes próximas à Yamaha, como Suzuki, Dafra, Shineray e Kasinski, já vendiam ao menos um modelo com cilindrada de 150 cc.

O diretor comercial da Yamaha, Márcio Hegenberg, acredita que o lançamento deve devolver parte do market share que a empresa perdeu e recuperar o volume de produção: “Ela também poderá ser exportada, provavelmente para Argentina, Uruguai e Colômbia”. No mercado interno, Hegenberg acredita em um mercado entre 20% e 30% daquele ocupado pela Honda CG 150.

Considerando o comportamento atual do mercado, isso implica até 8,7 mil unidades da 150 Fazer por mês, o que a colocará à frente da Yamaha YBR 125 Factor, cuja média mensal está em torno de 6,42 mil unidades. A Yamaha não revela o investimento no novo produto nem em sua unidade de Manaus.

Yamaha
Nova YS 150 Fazer tem duas versões, ED e SED, ambas com partida elétrica e rodas de liga leve. Painel tem conta-giros, marcador de combustível e indicador de marcha engatada (fotos: Mário Curcio)

Na década passada, a planta amazonense foi readequada por causa do crescimento vivido pelo setor de duas rodas. Por isso e também pela retração atual de mercado, Hegenberg diz que a fábrica não terá dificuldade para assimilar produção do novo modelo.

E seu motor também permitirá a produção de uma moto trail (para uso cidade-campo), segmento em que a Yamaha tem tradição. Esse produto também poderá ser exportado. Ainda não se sabe quando virá, mas o diretor comercial garante: “Teremos um lançamento em média a cada seis meses.” Isso indica, inclusive, que a 150 Fazer receberá nos próximos meses uma versão mais simples, com rodas raiadas e freio dianteiro a tambor.

NACIONALIZAÇÃO PARCIAL

O novo propulsor foi desenvolvido no Japão, como o restante da moto, mas todo o projeto contou com a colaboração da engenharia de Manaus. O motor de 150 cc tem componentes produzidos no Brasil e na Ásia. “Alguns vêm da Indonésia”, afirma o diretor de engenharia, Ilário Kobayashi.

Yamaha
Farol de 35 watts tem estilo atual. Motor flex de 150 cc rende 12,2 cv com gasolina ou etanol. Freio dianteiro a disco é item de série nas duas versões

De acordo com o executivo, cerca de 60% da motocicleta utiliza peças nacionais. Os pneus Metzeler, por exemplo, são fabricados na Pirelli de Gravataí (RS). Segundo a Yamaha, os itens de reposição que formam a linha Y-TEQ (constituída de peças de reposição com preços mais acessíveis) já foram desenvolvidos, como kit de transmissão final (corrente, coroa e pinhão), pastilhas e lonas de freio. Outra medida adotada no pós-venda são as revisões com preço fixo até os 30 mil quilômetros.

BOA DE ASFALTO

Automotive Business avaliou a YS 150 Fazer em um pequeno trecho do litoral baiano. Andando no nível do mar, seu motor responde bem e empurra a moto facilmente acima dos 100 km/h (a fabricante não divulga a velocidade máxima). A moto tem estilo bem atual, fácil de notar pelo desenho do farol, tanque e rabeta. Seu desempenho e ciclística são muito parecidos com os da Honda CG 150, cujo motor produz 14,2 cv com gasolina e 14,3 cv com etanol.

A potência divulgada para a nova YS 150 Fazer é menor, 12,2 cv com etanol ou gasolina, mas a Yamaha mostrou em um gráfico (veja abaixo) que sua moto saiu-se melhor do que a concorrente em um teste que mediu a potência na roda. Nesse mesmo gráfico, o torque da 150 Fazer também foi melhor.

A Yamaha não revelou, porém, números exatos obtidos por uma e outra nem o combustível empregado no teste. A nova YS 150 teria superado a Honda também em consumo. Fez 45 quilômetros com um litro de gasolina, resultado 7,6% melhor que o da CG 150 (cujo consumo teria sido de 41,8 km/l).

Yamaha
Yamaha comparou sua YS 150 Fazer (representada pela cor azul) com a Honda CG 150 (cor vermelha) e obteve melhores resultados tanto em potência (linhas contínuas) como torque (tracejadas), mas não revelou números obtidos por uma e outra nem combustível utilizado.

O câmbio de cinco marchas da nova Yamaha convenceu. A unidade testada tinha engates mais precisos que os de sua moto de 125 cc, a YBR Factor. As suspensões da nova moto pareceram bem acertadas durante a avaliação. Os amortecedores traseiros têm cinco regulagens. O painel da YS 150 é bem completo por trazer marcador de combustível, conta-giros, indicador de marcha engatada e hodômetro parcial.

Alguns detalhes de acabamento tornam a versão SED mais completa. Ela tem pintura metálica, apliques gráficos maiores e cavalete central, entre outros detalhes. Segundo a Yamaha, a versão ED, mais simples, pode receber o cavalete como acessório.

NECESSIDADE DE RECUPERAÇÃO

A atual dificuldade de aprovação de crédito para os motociclistas, somada à falta de um produto de 150 cc, vinha derrubando os números da Yamaha do Brasil. Em 2008, seu melhor ano em produção, a empresa montou 328.524 unidades. Em 2011, o melhor da história do setor de duas rodas, a Yamaha fabricou 275.354 motos (retração de 16,2% ante 2008).

Em 2012, ano já afetado pela restrição ao crédito, a Yamaha montou 159.153 unidades, número pouco melhor do que havia atingido em 2004 (143.060 unidades). No caso da Honda, esse recuo foi para um patamar próximo àquilo que ela montava em 2007.



Tags: Yamaha, Fazer, 150, flex, Márcio Hegenberg, Ilário Kobayashi, Honda, CG 150, Honda, Suzuki, Dafra, Shineray, Kasinski, Indonésia.

Comentários

  • wanderlei

    esta é a prova q a yamaha mesmo priorizando economia em seus produtos;consegue superar as shing ling (hondas) acorda povo!!!!!!!!!!! honda ja era...

  • Caio Vinícius

    Parabéns pela reportagem bem melhor que essa aqui http://carplace.virgula.uol.com.br/volta-rapida-primeira-150-cc-da-yamaha-no-brasil-ys-150-fazer-quer-pegar-a-cg-titan-na-curva/ ...

  • wanderlei

    super fecha uma lacuna

  • edson

    yamaha shou! essa 150cc ta muito legal parabens a yamaha por isso que venha com rodas de aço e freio a disco nas duas rodas vai ser susseço

  • GIDEONE DA DSIVA

    QUERO VER AGORA SE O BRASILEIRO ABRE OS OLHOS DE UMA VES E DEIXA DE BASIAR PO MARKETIN

  • joão

    vou comprar uma dessas sem sombra de duvidas!!!

  • consuelo silva de oliveira

    honda nunca vai cer vencida pela yamaha honda e honda a nova cg 150 tem um visual lindo cem falar no motor imbativel yamaha começou a fabricar motos quatro tempos no brasil hontem.

  • consuelo silva de oliveira

    honda nunca vai cer vencida pela yamaha honda e honda

  • marllon

    ela ficou muito linda cara eu quero uma dessa.

  • Marcelo

    Bom vamos começar, eu ultimamente so venho comprando moto da yamaha , mais uma coisa que estar me chamando a atençao é o valor das peças tais como ; pneus, relaçao, e mais uma outra observaçao nao tem como fazer uma moto pra rodar com mais km , porque trocar oleo de 1000 em 1000 ta dificil .

  • Clidenor N. Fernandes

    As motos Yamaha sempre foram melhores que a Honda, agora uma questão de gosto e simpatia cada um escolhe o que quer. Yamaha demorou muito para lançar a 150cc, vai dá de pau na concorrente. Abraços.

  • leonidas

    - olha, eu estou pagando uma cg titan ex150cc ... vou ser cincero a yamaha, veio muito linda diga-se de passagem,a única coisa que a honda deveria ter feito pra melhorar... é ter colocado pelo menos um contra -giros...por que a da yamaha tá d+ -de ue não tivesse pagando uma honda provavelmente compraria essa linda maquina da yamaha ys150 fazer, obrigado!

  • Eduardo MUnhoz

    Sempre tive Honda, durante 30 anos, e por motivos de curiosidade resolvi comprar a Yamaha 125 factor ed OKM em 2010, muita macia agil economica, freia muiito bem, mas deixa muito a desejar em potencia e retomadas de marcha, acredito que a nivel de técnologia a yamaha supera a honda mas a yamaha deve pensar com carinho em suas revisões e peças que são carissimas; sem querer desprezar a yamaha demorou muito para lançar esta 150, desejo a Yamaha boa Sorte. Eduardo Munhoz.

  • manoe macedo

    na minha otica o lançamento foi rasoavil entretanto eu esperava um fazer fz,1 150 potencia 15cv monoamortecedor central para esmagar a titan 150 honda infelismente aqui e brasil impresario não informa a carga de tributos ao seu consumidor saudações .

  • LEÃO MOTOQUEIRO

    Só digo se ela é boa se superar a minha moto shineray 50 (cinquentinha) Tem 40cv - chega a 220 km por hora tem 6 machas pra frente e 1(uma) para traz. essa é boa...... Já injeitei nela $ 20.000.00 (dolar em....

  • jose n.silva

    hoje fui a consecionaria conhecer a moto gostei muito.

  • willian

    não adianta os funcionários da Yamaha encherem todos os sites com comentários positivo da Yamaha, todos sabem que Yamaha e casamente não se consegue vender uma moto usada nem a pau, Honda possui mais de 80% do mercado brasileiro e a tendência e aumentar, esperei 2 meses para poder receber minha titan 150 2014 depois de ter dado o lance devido o numero de consumidores Honda que gostaram da nova versão, Honda e Honda o resta e o resto. show de bola a nova titan.

  • Marcio

    Eu, sempre acreditei na yamaha, como admirador e pessoa que usa, e que ela pode muito mais, parabens.

  • Marcio

    Eu pelo menos compro a moto visando a qualidade de uso e nao de revenda.

  • flavio de souza dantas

    á yamaha esta de parabens peloa nova moto 150cc ,que continuem inovando no mercado e nos dando condiçoes para adquirir um produto de exlente qualidade ,espero ter uma yamaha 150cc ys

  • ari

    OLHA, A TURMA TA FALANDO MUITO BEM DA FACTOR 150 QUE SAIU AGORA A POUCO, COM DESIGN PARECIDO DA FAZER. TO VENDO SO ELOGIOS

  • Rodrigo

    Olá, galera! Comprei a pouco tempo uma Factor 150 ED Laranja, a top! É minha primeira moto, porém, sou formado em Mecatrônica e o desempenho dela é impressionante, sem contar do design. Por onde quer que passe ela chama a atenção, é um novo projeto da Yamaha que deixou as Honda babando. O design da Honda já esta saturado e o pessoal já não vê tantas coisas novas no visual. Sem contas do motor que abre o bico mais rápido... Muito boa moto...vale a pena adquiri-la!

  • PauloGoulart

    SouYamaheiro desde as RS 125 !! Me doia muito o fato da Yamaha ter, por tantos anos, ficado fora da concorrência com a Honda. Porém, após lançar a YBR 125, a coisa mudou. De lá para cá tenho visto só superioridade nos seus projetos. Pode a Honda serem as mais vendidas ou terem peças mais baratas mas, definitivamente, não são ninguém comparadas às Yamaha. Falo com autoridade pois já usei muito as Honda e sou profundo entendedor eadmirador de motos. Hoje uso uma Crosser 150 que não se compara com nenhuma versão da Bross !!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência