NOTÍCIAS
06/09/2013 | 21h50

Leves

Volkswagen vai parar de fazer o Polo no Brasil em 2014

Plano de produzir o Santana pode ser retomado em 2015, junto com nova geração do Gol


PEDRO KUTNEY, AB

Polo: fim da linha em 2014
A Volkswagen já tomou a decisão de deixar de produzir o Polo no Brasil a partir da metade de 2014, segundo apurou Automotive Business junto a uma fonte do setor. Tudo indica que o motivo seja a queda vertiginosa das vendas do modelo no mercado brasileiro, onde o Polo tem preço relativamente alto para sua categoria (R$ 47,5 mil o mais barato). Foram emplacadas apenas 3,6 mil unidades da versão hatch de janeiro a agosto deste ano, um tombo de 44% em relação ao mesmo período de 2012. A opção sedã vende mais, 6,2 mil nos oito primeiros meses de 2013, mas ainda assim em recuo de 30% na comparação com o ano passado.

A quarta geração do Polo começou a ser feita em 2002 na antiga fábrica Anchieta da Volkswagen, em São Bernardo do Campo (SP). Quando chegou, o carro trouxe consigo a modernização da linha de produção da unidade industrial instalada que opera na região do ABC paulista desde 1959. Mais tarde, emprestou sua plataforma para o Fox e o Novo Gol. Depois disso, o Polo brasileiro passou por duas reestilizações, em 2006 e 2011, mas sempre ficou defasado em relação ao modelo feito na Europa. Por aqui ele nunca foi um campeão de vendas, mas servia de opção de modelo compacto intermediário da marca no Brasil. Com a chegada de concorrentes no mesmo nicho, foi gradualmente perdendo espaço.

NOVO GOL E SANTANA

Se por um lado planeja enxugar o portfólio brasileiro com a eliminação de um modelo de baixo volume, por outro a Volkswagen ainda realinha seus planos de globalização da linha com a chegada de uma nova plataforma ao Brasil, trazida pela produção do compacto Up!, que começa em breve em Taubaté (SP). Assim como aconteceu com o Polo na década passada, agora será a vez do Up! transmitir seus conceitos ao resto da gama.

Isso já começou a acontecer antes mesmo do lançamento do modelo, com a adoção no Fox Blue Motion do motor EA 211 1.0 de três cilindros e 80 cv, com bloco e cabeçote de alumínio. Essa mesma motorização e partes da plataforma do Up! serão, com o tempo, estendidas a toda a gama de compactos da marca no mercado nacional.

Segundo fornecedores que já trabalham no desenvolvimento de peças para o modelo, a próxima geração do Gol com a nova plataforma está prevista para entrar em produção em meados de 2015. Antes disso, porém, o carro mais vendido do Brasil deverá oferecer opções com a motorização EA 211, não só o 1.0, também haverá o 1.6 de alumínio e até 120 cavalos, segundo revelou a Dayco, que fornecerá correias para os dois novos motores (leia aqui). Ambos deverão equipar quase todo o portfólio da marca no País já na linha 2015, a ser lançada em 2014, que além do Gol e Up! inclui Voyage, Fox e a picape Saveiro (esta só com o 1.6).

Ainda segundo fornecedores, o projeto de produção do sedã Santana no Brasil continua engavetado (leia aqui). Inicialmente previsto para entrar em produção no ano que vem, o Santana foi tirado dos planos, ao que parece, em função da prioridade de preparar a renovação do resto da gama. Mas o projeto poderá sair da gaveta em 2015, junto com o novo Gol, quando a Volkswagen espera conseguir alguns “ganhos de produtividade” na sua cadeia de suprimentos (leia-se redução de preço de peças), acenando com encomendas maiores para o principal lançamento da marca daqui a dois anos.

Comentários: 27
 

gilberto furtado de souza
10/09/2013 | 19h38
E uma pena saber que o polo ira sair de linha,a volkswagen deveria batizar este santana de polo para renovação do modelo e não aposentar o mesmo.

Marcelo
22/09/2013 | 15h36
Essa VW prefere retirar de linha um ótimo carro do que abaixar um pouco o preço e ganhar no número de vendas. Lamentável!

Rostan.Lima
01/10/2013 | 15h48
Vai se uma pena desativa o polo, pois é um carro confortavel e de boa presença.

roberto
15/10/2013 | 20h12
a vw vai fazer uma grande burrada tirando o polo de linha.

jorge
05/11/2013 | 11h55
A vw , tem que deixar esse coservadorismo de lado e trazer logo o novo polo ela não renova o carro e que vendas alta com tanto carro moderno chegando no brasil Agorda vw o brasil do tempo de brasilia e fusquinha ja passou exemplo temos a fiat que tem versões do Punto 1,4,1,6 1,8 e porai vai ...porque ela acredita no brasil ,ai vem a vw e fala não pode trazer o polo porque é inviavel, custo elevado e etc.... Eu tenho o polo é um carro exelente tinha a esperança de ter o novo polo mas agora com essa palhaçada da vw eu continuarei por equanto com meu velho e otimo polo

SERGIO ROMERO
11/11/2013 | 11h38
Espero com grande entusiasmo a volta do excelente Volkswagen SANTANA que aliás,não deveria ter saído de linha.Seu sucesso em vendas dependerá exclusivamente do seu PREÇO ao consumidor,que na minha opinião deverá ser na faixa de 40.000,00.Quanto ao GOL,será uma grande burrada tirá-lo de linha,como fez com o PASSAT nacional.

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 20/09/2017
Salão de Frankfurt mostra que evolução da mobilidade também atrai público

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 22/09/2017
Leve renovação exterior com adição de sistemas de segurança
AUTOINFORME | 21/09/2017
Empresa se prepara para grandes mudanças na indústria
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
Negócios | 08/03/2017
Tecnologia faz parte da receita para sair da crise
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes