Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 11/09/2013 | 18h32

As novidades do Salão do Automóvel de Frankfurt

Maior evento do gênero no mundo, IAA recebe o público entre 12 e 22 de setembro

GIOVANNA RIATO, AB | De Frankfurt, Alemanha



O Salão do Automóvel de Frankfurt, o IAA, abre as portas para o público entre 12 e 22 de setembro. Apesar de ter área 2% menor do que a da edição anterior, de 2011, a mostra pode receber número semelhante de visitantes, passando de 900 mil pessoas (leia aqui). A feira é o grande palco global de novas tecnologias e tendências na área automotiva.

Além da tradição do evento, que está na 65ª edição, a sofisticação da mostra reflete também o perfil dos consumidores da região, talvez os mais sensatos do mundo. Os europeus não se deixam levar apenas pela paixão pelo automóvel e priorizam segurança e impacto ambiental na hora de escolher um carro.

A maior exposição do gênero no mundo acontece em clima positivo mesmo diante do cenário incerto, mas dispensa exageros do evento anterior, quando boa parte das montadoras extrapolou nas apostas nos carros elétricos. Nessa edição do Salão de Frankfurt as empresas mostram estar com os pés no chão, preocupadas em mostrar suas inovações, mas principalmente em indicar o papel do automóvel no novo contexto econômico.

salão

“Entramos na era da mobilidade individual sustentável”, anunciou Norbert Reithofer, CEO do Grupo BMW, na primeira coletiva de imprensa do evento. A montadora adequou sua visão de redução do impacto ambiental ao segmento premium. O IAA é o primeiro salão do automóvel a exibir a ousadia da marca, que criou a linha i, com tecnologias alternativas de propulsão e que será vendida globalmente, inclusive no Brasil. Em Frankfurt estão o elétrico i3, hatchback voltado ao uso urbano, e o esportivo híbrido plug-in i8.

A Mercedes-Benz também aproveitou a menor sensibilidade aos preços de seu público endinheirado e fez suas apostas tecnológicas. A marca mostrou novos modelos da linha S, incluindo uma versão plug-in, apontado como “carro de luxo com consumo de compacto” e exibiu a versão Intelligent Drive, ainda em desenvolvimento, que dispensa o motorista. O modelo é um grande passo rumo à direção autônoma, que começa a se desenhar como um futuro possível, saindo do patamar de sonho tecnológico.

Salão

A companhia aproveitou o evento para confirmar que construirá uma fábrica de automóveis no Brasil (leia aqui), em São Paulo ou em Santa Catarina. Philipp Schiemer, presidente da montadora no País, declarou ainda que é forte a possibilidade de que a planta nacional fabrique o utilitário esportivo GLA, também apresentado na exposição e com vendas no mercado interno já confirmadas para o ano que vem.

A empresa reforçou a aposta no segmento de compactos e projetou novo recorde para este ano, depois da marca história de 1,4 milhão de unidades alcançada em 2012. Outra novidade do grupo Daimler é um novo modelo da marca Smart que terá espaço para quatro passageiros e começará a ser vendido em 2014.

Salão

A Volkswagen também deu passo importante na direção do automóvel sustentável. A fabricante alemã apresentou os elétricos e-Up! e e-Golf, que, segundo a companhia, precisa de investimento de apenas € 3,24 em carga para rodar 100 quilômetros. Dentro do plano estratégico desenhado pelo Grupo, 2013 é o ano da eletromobilidade, com previsão de lançamentos importantes nessa área.

A Audi prometeu manter o ritmo acelerado de lançamentos, com 10 a 15 novidades por ano. O presidente da marca para o Brasil, o alemão Jörg Hofmann, que assumiu o cargo há apenas três semanas, confirmou que a ampliação da gama é essencial para que a empresa alcance os objetivos de crescimento. Segundo ele, a intenção é elevar o volume anual de vendas das cerca de 7 mil unidades atuais para 30 mil automóveis no país em cinco anos.

Está prevista a chegada do S3 ainda no fim de 2013. Para o ano que vem, a companhia adianta o lançamento de seus primeiro utilitário esportivo no Brasil, o SQ5, no início do ano, da versão conversível do A3 e do RS7 também no primeiro semestre. Na segunda metade do ano é a vez do A8 reestilizado e do S8. “Precisamos de mais produtos, preços mais baixos e mais concessionárias”, assumiu Hofmann. Mesmo assim o executivo não confirmou a retomada da produção de carros da marca no País.

Salão

A Hyundai leva ao Salão de Frankfurt a nova geração do compacto i10. Desenhado para o mercado europeu, o carro ficou mais longo e largo, com ganho de espaço interno, e é equipado com motores a gasolina 1.0 e 1.25. A chegada da novidade, no entanto, não impediu a marca de refazer projeções para o mercado europeu e prorrogar de 2015 para 2020 o objetivo de alcançar 5% de participação nas vendas.

Por outro lado, mesmo sem traçar objetivos, a coreana reafirma o otimismo com o Brasil. “Apostávamos que o HB20 teria bons volumes de vendas, mas não poderíamos imaginar que, em um segmento tão concorrido, o carro teria filas de espera de 30, 60 dias”, destaca Frank Ahrens, vice-presidente de comunicação corporativa da organização.

O executivo afirma que, com a planta de Piracicaba (SP), a companhia completa a estratégia de estar presente em todos os Brics (bloco de países emergentes composto por Brasil, Rússia, Índia e China). Apesar do início do terceiro turno de trabalho na fábrica nacional, ele garante que a empresa não elevará a sua capacidade produtiva agora. “2013 é o primeiro ano cheio de produção do HB20. Queremos elevar os volumes aos poucos.”

Salão

A Jaguar Land Rover faz a estreia do Discovery 2014, que agora será uma nova família de veículos. A gama da companhia se dividirá em produtos de luxo com a linha Range Rover, com modelos como Evoque e Vogue, a gama off road, e veículos que atendem aos dois propósitos, que integrarão a família Discovery. A companhia apresentou também o Evoque com câmbio de nove marchas, que chega ao Brasil no ano que vem.

A empresa, que assim como outras fabricantes de carros premium estuda a produção de seus veículos no Brasil para torna-los mais competitivos, não anunciou decisão sobre a planta local. Segundo a montadora, um estudo detalhado já foi feito e enviado à diretoria na Inglaterra, que deve tomar a decisão em breve.

O estande da Jaguar no Salão de Frankfurt tem como destaque o aguardado conceito C-X17, primeiro utilitário esportivo da tradicional marca, que antecipa as linhas de uma versão de produção. O carro é construído sobre a nova arquitetura da companhia, que dará origem a diversos veículos.

Salão

Entre as marcas francesas, a Renault apresenta o sexto carro conceito de Laurens van den Acker, o Initiale Paris. A marca também anunciou que o mesmo nome será usado as versões premium da sua gama de veículos, assim como atualmente são chamados de R os carros de performance mais esportiva da companhia.

A romena Dacia mostra uma atualização do Duster, vendido no Brasil com a marca Renault. Segundo a assessoria de imprensa da companhia, a novidade não deve chegar ao mercado nacional. O modelo tem novo motor, o TCe 125 a gasolina, que promete baixo nível de emissões. Além de alterações no desenho externo, o interior do veículo ganhou melhorias, com painel semelhante ao da versão brasileira do carro. Outro destaque é minivan derivada do Logan.

A Peugeot apresenta dois carros que serão lançados no Brasil: o novo 3008 e o 2008. O primeiro chega ao mercado nacional em 2014. Já o outro modelo começa a ser vendido apenas em 2015, mas com produção local.

Sem novidades para o mercado brasileiro, a Citroën destaca o conceito C Cactus, que antecipa as linhas futuras dos carros da gama C. O modelo é um híbrido diesel-elétrico. O motor a combustão tem injeção direta de combustível e, segundo a fabricante, no tráfego urbano o carro pode rodar apenas em modo elétrico.

Salão



Tags: Salão de Frankfurt, lançamentos, automóvel, carro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência