NOTÍCIAS
26/09/2013 | 23h50

Lançamentos

Novo Ford Focus chega em outubro a partir de R$ 60.990 na versão hatch e de R$ 69.990 na sedã

Importado da Argentina, é o primeiro do mundo com injeção direta de etanol


CAMILA FRANCO, AB | De Mendoza (Argentina)

Ford aposta que 60% das vendas serão do hatch e 40% do sedã.
Reportagem atualizada às 22 hs da sexta-feira, 27.

Veículo de maior sucesso da Ford, com mais de 1 milhão de unidades vendidas em 2012 nos cinco continentes, o Focus em sua terceira geração desembarca nas concessionárias brasileiras em outubro com a promessa se ser o mais competitivo no disputado segmento de carros médios.

Com nova plataforma global e tecnologias inéditas, como o primeiro motor flex do mundo com injeção direta de etanol, será vendido nas versões hatch e sedã em três diferentes configurações de acabamento, S, SE e Titanium. Terá duas opções de motorização, 2.0 Duratec com injeção direta flex ou Sigma 1.6 flex com duplo comando variável (apenas para o hatch), e duas de transmissão, a automática PowerShift de seis velocidades com dupla embreagem e trocas sequênciais ou a manual de cinco (somente no hatch 1.6). A faixa de preço do Focus é de R$ 60.990 a R$ 81.990.

Nas estimativas de Oswaldo Ramos, gerente de marketing da Ford Brasil, que não revela os volumes iniciais de produção, as vendas deverão se dividir em 60% para o hatch e 40% para o sedã. “O modelo hatchback é sem dúvida o carro-chefe no segmento dos médios por atrair um público mais jovem. Mas temos apostado com esta nova geração do carro, agora muito mais moderna e inovadora, que haverá uma migração de consumidores para o sedã, que oferece conteúdo superior ao de seus concorrentes diretos.”

Ramos acredita que a versão intermediária SE de ambas as carrocerias (custa cerca de R$ 75 mil para o sedã e R$ 66 mil no caso do hatch) será a mais vendida. “A Ford não revela as suas expectativas de vendas, mas o que posso dizer é que esperamos um volume bem mais expressivo que a segunda geração do Focus vinha conseguindo no mercado brasileiro”, comenta Ramos.

Segundo dados da Fenabrave, de janeiro a agosto deste ano, o ultrapassado Focus hatch, da segunda geração, foi o 32° modelo mais vendido no Brasil, com apenas 15 mil unidades emplacadas. O sedã, em 50° nos mesmos oito meses, teve comercializadas 5 mil unidades, volume que o Honda Civic emplacou somente em agosto.

Como concorrentes diretos, o novo Focus sedã encarará Toyota Corolla, Honda Civic, Chevrolet Cruze e Volkswagen Jetta. O objetivo da Ford é estar entre os quatro mais vendidos. Entre os hatches, disputará mercado com novo Volkswagen Golf, Chevrolet Cruze, Hyundai i30 e Peugeot 308.

CONTEÚDO E PREÇOS

Importado da Argentina, onde foi apresentado oficialmente à imprensa na sexta-feira, 27, o Focus na versão hatch 1.6 S, com transmissão manual, duplo airbag, freios ABS, rodas de liga leve de 16 polegadas e sistema multimídia SYNC (projetado pela Ford em parceria com a Microsoft, com as funções telefone, entretenimento, navegação e climatização), tem o seu preço mais barato, de R$ 60.990. Nesta mesma versão de acabamento e motor, se forem incluidos transmissão automática PowerShift e sistema AdvanceTrac (de controle eletrônico de estabilidade e tração e de torque em curvas), o valor sobe para R$ 66.990.

A versão intermediária SE com propulsor 1.6, acrescenta quatro airbags tela de 4,2 polegadas e bancos de couro, por R$63.990. Com a opção da transmissão PowerShift e sistema AdvanceTrac, sai por R$69.990, e acrescentando o motor 2.0 Duratec Direct Flex o preço é R$72.990.

A opção para o hatch mais cara é a Titanium 2.0, que vem equipada com câmera de ré, sistema SYNC com tela de 8 polegadas e navegação e rodas de liga leve exclusivas, por R$ 79.990.

O sedã, disponível apenas com motor 2.0 Duratec e transmissão sequencial PowerShift, pode ser encontrado na versão S, a mais básica, com duplo airbag, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), sistema AdvanceTrac com controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, aviso de pressão baixa dos pneus e sistema multimídia SYNC, por R$ 69.990.

O sedã SE, intermediário, que acrescenta dois airbags frontais e laterais, freio a disco nas quatro rodas, banco de couro e sistema SYNC com tela colorida, custa R$ 74.990. Enquanto o sedã Titanium, o top de linha, sai por R$ 81.990, com o diferencial do SYNC 2, que traz sistema de navegação completo, camera de ré e som premium da Sony composto por nove altofalantes.

Tanto para o modelo de quatro portas, quanto para o de cinco, a partir da versão intermediária, é possível aderir ao pacote SE Plus, que por R$ 3 mil traz: seis airbags, chave com sensor de presença para abrir o carro automaticamente ao se aproximar, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor eletrocrômico, retrovisores com rebatimento elétrico e ar-condicionado automático e digital com controle individual de temperatura para motorista e passageiro dianteiro. No Focus não há saída de ar para os bancos traseiros, mesmo na versão Titanium do hatch e do sedã.

Para a versão top Titanium também há um pacote de opcionais Plus, com faróis de xenon, luzes diurnas de LED, faróis auxiliares em curvas, teto solar elétrico, sistema de estacionamento automático e banco do motorista com ajuste elétrico em seis posições, por R$ 8 mil.

Toda a linha pode ser encontrada em oito cores externas: as sólidas branco e vermelho, a metálica prata, as perolizadas preto, azul e prata, e ainda em dois tons de cinza.

Ford
Focus ganhou materiais nobres no interior; painel de instrumentos tem espuma injetada, o que proporciona mais sofisticação.

POWERTRAIN

Um dos grandes trunfos da Ford para buscar ser a mais competitiva do segmento está escondido bem abaixo do capô do Focus. O motor, com bloco, cabeçote e cárter em alumínio, é fabricado no México, de onde é exportado para abastecer a linha de produção da Ford em Pacheco, na Argentina.

O 2.0 Duratec Direct Flex, disponível tanto para o hatch quanto para o sedã, com injeção direta bicombustível Bosch e duplo comando de válvulas independente e variável, gera 178 cv com etanol e 175 cv com gasolina. É o primeiro flex com injeção direta no mundo e não necessita de qualquer recurso auxiliar para a partida com etanol a frio, usando somente a compressão do motor. O alto torque da versão 2.0 dá agilidade ao sedã e pegada esportiva ao hatch.

De acordo com Carlos Hess, engenheiro-chefe do projeto Focus na América do Sul, o motor 2.0 faz em média com etanol 6,6 km/l na cidade e 8,6 km/l na estrada, o que representa uma melhoria de mais de 10% em relação ao propulsor da geração anterior do Focus. A gasolina, o desempenho do 2.0 Duratec sobe para 9,6 km/l na cidade e 12,6 km/l na rodovia.

Já o Sigma 1.6 TiVCT Flex, só presente no hatch, com duplo comando de válvulas independente e variável, entrega 135 cv a etanol e 131 cv com gasolina. Conta com o sistema Easy-Start, que também dispensa o tradicional tanquinho na partida a frio, em temperaturas de até 10° negativos.

Hess diz que o 1.6 já foi certificado com etiqueta A, o equivalente a nota máxima, no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, do Inmetro. Abastecido com etanol, percorre 7 km/l na cidade e 9,3 km/l na estrada. A gasolina, são 10,3 km/l na cidade e 13,7 km/l na rodovia.

Tanto para o hatch quanto para o sedã, o conjunto de suspensão é do tipo independente e a direção, elétrica.

SEGURANÇA

O novo Focus foi classificado com cinco estrelas em importantes testes de segurança: na Europa pelo EuroNCAP, nos Estados Unidos pelo NHTSA e na Ásia pelo C-NCAP. Segundo a Ford, será o primeiro veículo vendido no Brasil a conquistar nota máxima no Latin NCAP, que regula a segurança dos veículos na América Latina. Já passa, inclusive, pelo processo de avaliação.

Além de freio ABS com distribuição eletrônica (EBD) e auxílio em frenagem de emergência (EBA), ele oferece, conforme a versão, dois, quatro ou seis airbags – frontais, laterais e de cortina. Há também de série o sistema AdvanceTrac, de controle eletrônico de estabilidade e tração e de torque em curvas; faróis com temporizador, que mantêm as luzes acesas por alguns segundos após o carro ser estacionado para iluminar o caminho; sistema Isofix para fixação de cadeirinhas; farol de neblina traseiro; e sistema de alerta pós-acidente, com acionamento automático das buzinas e luzes de emergência.

Entre os equipamentos inteligentes e inéditos da categoria, o novo Focus oferece sistema de estacionamento automático (Active Park Assist), que monitora o caminho para detectar espaços vazios e manobra o carro na vaga sem que o motorista precise tocar no volante.

Ford
Focus hatch mede 4.358 mm e o sedã, 4.525 mm.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 15/11/2017
Mudança na mobilidade domina discussões do Congresso SAE Brasil

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
DE CARRO POR AÍ | 17/11/2017
Chineses entregam operação brasileira à administração dos brasileiros
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
AUTOINFORME | 09/11/2017
Luguez firmou parceria com o governo de Ohio
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro