NOTÍCIAS
30/09/2013 | 15h40

Negócios

Mercedes-Benz fabricará automóveis em Iracemápolis (SP)

Companhia assinou acordo com sindicato dos metalúrgicos da região


ALEXANDRE AKASHI, PARA AB

A Mercedes-Benz anunciará na terça-feira, 1º, investimento para voltar a fabricar automóveis no Brasil. A planta de veículos de passeio da companhia deve ser erguida em Iracemápolis (SP), município próximo a Limeira, a 153 quilômetros da capital. Para oficializar o projeto, a companhia convocou coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que deve acontecer em seguida à assinatura do protocolo de intenções com o governador do Estado, Geraldo Alckmin. O convite aos jornalistas aponta apenas que a companhia “anuncia a sua estratégia para o futuro no Brasil”, sem confirmar a divulgação do plano para a nova fábrica.

Durante o Salão do Automóvel de Frankfurt, Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz no Brasil, confirmou que a companhia voltaria a produzir automóveis nacionalmente (leia aqui). Segundo ele, os estados de São Paulo e de Santa Catarina disputavam o investimento. Após intensa negociação, a montadora assinou protocolo de entendimento com o Sindicato dos Metalúrgicos Limeira e Região no fim da semana passada.

Em entrevista ao Jornal de Limeira, o diretor da entidade, Wilson Cerqueira, aponta que o acordo trabalhista era o último empecilho para que a Mercedes optasse por se instalar no interior paulista. "Durante as negociações fomos informados pela empresa que todos os outros itens haviam sido decididos em prol de Iracemápolis: impostos, topografia, fornecedores, escoamento de produção. O último seria o acordo sindical", disse Cerqueira à publicação.

A nova planta da Mercedes no Brasil deve entrar em operação em 2015 para produzir o utilitário GLA. Outros veículos estão em estudo, como o sedã CLA e o Classe C. A operação deve gerar 1,1 mil empregos diretos.

INVESTIMENTO

A fábrica vai se enquadrar na categoria do Inovar-Auto para empresas de baixo volume, com capacidade produtiva de até 35 mil unidades por ano e índices de nacionalização menores do que os previstos para plantas de grande produção. Os planos de investimento da BMW e da Audi se encaixam nessa mesma categoria do novo regime automotivo.

O investimento da Mercedes-Benz será semelhante ao anunciado pelas concorrentes. O aporte deve ser ordem de R$ 600 milhões, já que, para garantir a inscrição no Inovar-Auto, a companhia precisa aplicar ao menos R$ 17 mil em ativos fixos por cada unidade prevista de capacidade produtiva.

Assim que a companhia anunciar o investimento e se inscrever no novo regime automotivo, ela poderá importar 50% da capacidade produtiva prevista sem o adicional de 30 pontos no IPI. Dessa forma, caso a fábrica tenha potencial para 35 mil automóveis por ano, a empresa poderá trazer do exterior cerca de 17,5 mil unidades anuais até que a planta entre em operação. Pelas regras do Inovar-Auto, metade desse volume entra no País sem a alíquota majorada. Para importar a outra metade, a empresa precisa pagar a tributação adicional, que será recuperada quando a planta nacional entrar em atividade.

Comentários: 1
 

roberto messias da silva
19/04/2014 | 20h12
a mercede sera bem vinda bem porque vai ampliar o mercado de trabalho e vai dar ou melhor vai gerar muito emprego estou muito ançioso na chegada dela

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:
Untitled Document
 
Siga Automotive Business
Novos espaços no portal

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 27/09/2016
Em plena crise, mercado vive onda de lançamentos

Esta coluna é apoiada por:

AUTOINFORME | 22/09/2016
Jeep teve o maior crescimento em volume; das grandes, só a GM se salvou
DE CARRO POR AÍ | 16/09/2016
Modelos da marca italiana não estão à venda no Brasil, mas virão no futuro
Legislação | 08/09/2016
Decisões recentes indicam que as empresas poderão programar despesas de forma mais eficiente
É nos lugares mais desafiadores que as oportunidades imperam
INOVAÇÃO | 18/08/2016
Empresas começam a pagar o preço por pressionar fornecedores em excesso
QUALIDADE | 17/08/2016
É preciso aumentar a eficiência do transporte para melhorar resultados
DISTRIBUIÇÃO | 09/08/2016
Crise pode reduzir negócios no pós-venda ou ser oportunidade para manter clientes mais próximos
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
QUALIDADE | 30/01/2015
Períodos de retração trazem novas oportunidades para as empresas
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes

EVENTOS

25 a 27 de outubro de 2016
Congresso SAE Brasil 2016
Informações em http://portal.saebrasil.org.br/eventos/congresso
10 a 20 de novembro de 2016
Salão do Automóvel de São Paulo
Informações em http://www.salaodoautomovel.com.br/