Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Comerciais | 27/10/2013 | 18h38

Renault vende seis Kangoo elétricos no Brasil

Negócio foi fechado com a FedEx; utilitários chegam em janeiro ao País

MÁRIO CURCIO, AB

O intenso trabalho da Renault para a venda local de seus veículos elétricos teve mais um desdobramento. A montadora negociou com a FedEx seis unidades do furgonete Kangoo Maxi ZE, iniciais de zero emission. O negócio foi fechado recentemente e comunicado na 19ª Fenatran, Salão internacional do Transporte que ocorre de 28 de outubro a 1º de novembro no Anhembi.

“A negociação começou há quatro meses”, afirma o diretor de vendas a empresas, Alexandre Oliveira, sem revelar o valor da transação. Outras vendas serão anunciadas em breve. Clientes no Brasil já teriam comprado mais 50 Renault elétricos, a maioria Kangoo, mas há também Zoe e Twizy.

Este ano a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) adquiriu um Kangoo ZE e um Zoe. “Em janeiro ela receberá outros quatro, que chegarão ao Brasil com os seis comprados pela Fedex”, diz Oliveira. Os Kangoo elétricos são fabricados na França, na unidade de Maubege.

Rodam entre 150 e 170 quilômetros a cada recarga. De acordo com o gerente sênior de operações da FedEx, Cláudio Fonseca, a autonomia é suficiente para o trabalho que os Kangoo vão exercer: “Eles farão rotas de 80 a 120 km por dia em áreas de alta densidade de atendimento. É importante testar esse veículo no Brasil”, afirma o executivo. Em tese, três deles vão circular na cidade de São Paulo e os outros três, na capital do Rio de Janeiro.

Os comerciais leves fazem parte de um grande programa da FedEx chamado Earth Smart, que tem como meta reduzir as emissões da companhia de entregas até 2020 em 30%. A FedEx tem 90 mil veículos em sua frota. Os elétricos são agora 167 e os híbridos, 365. Esses números passarão, respectivamente, para 222 e 393 até a metade de 2013, segundo Fonseca.

LINHA COMERCIAL JÁ CONHECIDA

Sem um novo produto, a Renault levou à Fenatran diferentes opções do utilitário Master e da geração atualmente produzida na Argentina do Kangoo. O Master é hoje o segundo colocado entre os furgões grandes, ficando atrás do Mercedes-Benz Sprinter. Entre os furgões pequenos, o Kangoo também ocupa o segundo lugar, bem distante do primeiro, o Fiorino, e seguido de perto por outro Fiat, o Doblò.

“A Renault detém 12,8% do segmento de comerciais leves”, afirma o diretor de marketing Bruno Hohmann. “No período de janeiro a setembro, o mercado brasileiro desses veículos cresceu 4,9% (em relação a igual período de 2012); já as vendas da Renault no segmento aumentaram 18%”, lembra Hohmann. O motivo foi a renovação do Master, cujos emplacamentos até setembro foram 22,5% maiores que em igual período do ano passado.

O executivo recorda que a montadora abriu em 2013 seis revendas Renault Pró, especializadas em clientes profissionais. Também neste ano foram inauguradas sete unidades Renault Minuto, oficinas para serviços rápidos. Toda a rede de concessionárias vem sendo ampliada. Em 2012 eram 235 concessionários. Até o fim deste ano eles serão 275, segundo a montadora.

Assista à entrevista exclusiva com Bruno Hohmann, diretor de marketing da Renault do Brasil:



Tags: Renault, Fenatran, Kangoo, Zoe, Twizy, Alexandre Oliveira, Bruno Hohmann.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência