Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 19/11/2013 | 18h14

Mercedes-Benz inaugura fábrica de motores na China

Unidade que recebeu € 400 milhões é a primeira dedicada a automóveis fora da Alemanha

REDAÇÃO AB

A Mercedes-Benz, por meio da joint venture Beijing Benz Automotive (BBAC), entre a Daimler e a BAIC, inaugurou uma fábrica de motores para automóveis na China, na cidade de Beijing, que consumiu investimento de € 400 milhões. Primeira planta de motores da marca dedicada a automóveis fora da Alemanha, a unidade tem capacidade anual de 250 mil unidades e produzirá motores com quatro e seis cilindros para equipar veículos leves produzidos pela BBAC e vans da Mercedes-Benz fabricados pela joint venture Fujian Benz Automotive (FBAC).

“Ao longo desta década de parceria entre a Daimler e a BAIC, vimos nossa joint venture de produção BBAC ganhar força continuamente. Este investimento demonstra nosso compromisso de atender ainda melhor nossos clientes chineses com a tecnologia mais avançada produzida localmente e nossa confiança no próspero futuro deste mercado”, declarou o membro do conselho de administração da Daimler, Hubertus Troska, e responsável pela Daimler Greater China.

Construída em dois anos, desde o assentamento de sua pedra fundamental, em 2011, a nova planta é considerada uma fábrica verde, por combinar alta tecnologia com processos de produção enxuto, visando a sustentabilidade.

“Passamos a fabricar o coração de nossos veículos Mercedes-Benz também aqui em Beijing, reforçando nossa estratégia de produção local firme e integrada. A produção segue nossos padrões globalmente reconhecidos de qualidade e processos, fortalecendo ainda mais a presença global da Mercedes-Benz Automóveis”, explica Frank Deiss, presidente e CEO da BBAC.

Além dos motores, a joint venture BBAC já fabrica os modelos Classe E, Classe C e GLK da Mercedes-Benz. Futuramente, está nos planos produzir localmente o GLA, que também será fabricado no Brasil (leia aqui).



Tags: Mercedes-Benz, joint venture, fábrica, motores, China, Daimler, BAIC.

Comentários

  • Filipe Serrano

    Bom dia, Tenho tido particular preferência pelo Mercedes, pela sua qualidade de construcção, fiabilidade, longevidade, custos de manutenção, disponibilidade aftermarket. Desde há 27 anos que tenho tido Mercedes apesar de que este último já não correspondeu completamente aos predicados que enunciei. Para meu espanto,já há alguns anos foram incluidos na gama Mercedes motorizações Renault! E eu pensei, bem sinais do tempo a Mercedes está a acabar! E agora China!!! Definitivamente o meu próximo carro lamentavelmente não vai ser Mercedes! Porque é que hei-de estar a pagar uma qualidade que não corresponde a realidade? Mais vale comprar um descartável, Kia, ou Hyundai, custam 1/6 do preço e naturalmente ao fim de 4 anos, "despacho-o" e compro outro! Byby Mercedes. Com os meus cumprimentos, Filipe Serrano

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência