Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Powertrain | 28/11/2013 | 11h45

Novas gerações de blocos de motor serão de alumínio

Teksid pretende lançar peças com matéria-prima mais leve para redução do consumo de combustível

CAMILA FRANCO, AB

Novas gerações de blocos de motor para automóveis serão feitas de alumínio. Esta é a expectativa de uma das maiores fabricantes do componente no Brasil, a Teksid - fundição que pertence ao Grupo Fiat. A empresa ainda não fornece a peça de alumínio, apenas de ferro, mas já produz cabeçotes - na década passada vendeu sua divisão de alumínio para a Nemak e desde 2008 vem investindo para retomar essa operação. E já tem na manga um plano de investimento para ingressar neste mercado a partir de 2014.

Em entrevista a Automotive Business, Rogério Silva Junior, diretor superintendente das operações da Teksid para as regiões do Nafta e Mercosul, revelou: “Existe, sim, uma perspectiva do aumento do uso do alumínio nos motores para veículos de passeio. As novas gerações de motores lançadas pelas montadoras nos próximos anos utilizarão blocos de alumínio em substituição ao ferro. Em termos de competitividade, estes componentes são mais caros. Mas a sua grande vantagem é o menor peso, que se tornou fator primordial com as novas metas de consumo energético definidas pelo governo federal no Inovar-Auto.”

Após o anúncio do novo regime – em que os fabricantes deverão melhorar a eficiência energética de seus veículos para evitar adicional de 30 pontos porcentuais no IPI –, a Teksid tem promovido negociações constantes com as montadoras para desenvolver blocos que reduzam o consumo de combustível. “Não podemos ainda divulgar valores, mas o Inovar-Auto estimulou a tomada de decisão sobre alguns investimentos que estavam sendo discutidos havia algum tempo. Em breve teremos grandes novidades a ser anunciadas ao mercado”, promete Rogério.

A Teksid produz anualmente cerca de 2,5 milhões de blocos de motor para veículos leves e 300 mil para pesados. Fornece hoje para automóveis das marcas Renault, Volkswagen, General Motors, Fiat e Ford. Na linha pesada, produz para International, Cummins, FPT, Volvo, Scania e Deutz. São exportados 5% dos blocos produzidos para automóveis e 65% dos fabricados para caminhões e ônibus.

FERRO SE ESTREITA

Além do futuro ingresso no mercado de blocos de alumínio, a Teksid tem outra estratégia para garantir a redução do consumo de combustível. Desde 2012, ela oferece no Brasil blocos de ferro com paredes finas. Segundo Rogério Silva Junior, eles pesam até 20% menos do que os convencionais. “É uma tecnologia interessante para a redução do consumo de combustível no caso de montadoras que não pretendem usar os componentes em alumínio, mais caros.”



Tags: Blocos, alumínio, Teksid, Rogério Silva Junior.

Comentários

  • damasio

    sera que vai funcionar esses bloco eu ja vi bloco de aluminio que vc vai apertar o cabeçote e trava o virabrequim

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência