Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Segurança | 28/11/2013 | 12h30

Proteste: cadeirinhas vendidas na América Latina precisam melhorar

Dos 16 modelos avaliados, nenhum obteve a classificação máxima de cinco estrelas

REDAÇÃO AB

A Associação de Consumidores Proteste, parceira do Global NCAP, programa de avaliação de carros novos, testou 16 modelos de cadeirinhas automotivas (oito bebês-conforto e oito cadeiras para crianças) vendidos na América Latina. Chegou à conclusão de que estes dispositivos de retenção das crianças, obrigatórios no Brasil desde 2010, ainda precisam melhorar - e muito.

A Proteste testou os seguintes bebês-conforto para crianças de até 13 Kg: Bebe Confort Streety Fix; Britax Roemer Baby Safe Plus; Britax Roemer Baby Safe Plus com base; Burigotto Touring; Chicco Keyfit; Galzerano Piccolina, Maxi Cosi Citi SPS; Peg Perego Primo Viaggio tri-fix.

As cadeirinhas para crianças de 9 até 36 Kg avaliadas foram: Britax Roemer Duo Plus; Britax Roemer Duo Plus TT; Burigotto Múltipla; Chicco Neptune; Cosco High Back Commuter XP; Gracco Nautilus; Infanti Star; Peg Perego Viaggio 1 Duo Fix.

De todos os modelos analisados, nenhum obteve a classificação máxima de cinco estrelas designada pelo Global NCAP. No teste de impacto lateral, feito a uma velocidade de 28 km/h, o resultado foi, em sua maioria, ruim ou no máximo aceitável. E um dos produtos, Cosco High Back Comutter, teve sua avaliação limitada a uma estrela por conta do impacto direto da cabeça do boneco contra a lateral do veículo.

Entre as cadeirinhas de 9 a 36 kg, nenhuma obteve resultado de impacto lateral considerado bom, sendo no máximo aceitáveis. Para os testes de impacto frontal, apenas Chicco Neptune e Infanti Star foram bons e o restante, aceitáveis.

Entre as cadeirinhas de 9 a 18 kg, destacou-se o resultado da Britax Roemer Duo Pluss TT (com isofix), que teve resultado superior à sua versão sem o sistema. Apesar desta cadeirinha não estar presente no mercado brasileiro, o modelo foi incluído para demonstrar a eficiência do isofix. A Proteste se mobiliza, desde 2011, para que este sistema de fixação que facilita o encaixe da cadeirinha esteja disponível no Brasil, propiciando uma opção veicular mais segura. A associação também quer assegurar que todos os cintos de segurança sejam compatíveis com os dispositivos de retenção infantil.

Com base nos resultados deste teste, a Proteste enviará ao Inmetro o pedido de inclusão de testes de impactos laterais para que os produtos vendidos no Brasil sejam mais seguros.

Mais informações sobre cadeirinhas aqui.



Tags: Proteste, cadeirinhas, veículos, Global NCAP.

Comentários

  • Jorge Pimentel de Morais

    E o INMETRO, como fica nesse canário?

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência