Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 16/12/2013 | 16h28

Reposição puxa vendas de pneus no Brasil

Entregas crescem 7,3% no acumulado de janeiro a novembro, para 67,2 milhões de unidades

REDAÇÃO AB

Com crescimento de 13% no acumulado de onze meses sobre mesmo período de 2012, o mercado de reposição impulsionou a venda de pneus neste ano, elevando o volume em 7,3%, para 67,2 milhões de unidades entregues entre janeiro e novembro se comparado com iguais meses de 2012, segundo dados divulgados na segunda-feira, 16, pela Anip, Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos. As vendas para montadoras cresceram os mesmos 7,3%, para um total de 21,3 milhões de unidades no mesmo período.

“Para nosso setor é importante constatar o reconhecimento do consumidor sobre a qualidade dos pneus das fabricantes nacionais, cuja produção total cresceu 9,2% entre janeiro e novembro, puxada também pelo mercado de reposição”, afirma Alberto Mayer, presidente-executivo da Anip.

Houve crescimento expressivo na venda de pneus no segmento de carga, com alta de 15,7%, e camionetas, com 23,1%, devido à nova geração de caminhões fabricados no País, impulsionados também pelo desempenho da safra agrícola e do setor de serviços e comércio. O maior índice de crescimento foi no se pneus industriais, cuja alta foi de 52,8%, que atendem vasta variedade de uso, mas representam apenas 3,1% do total produzido, informa a entidade.

Enquanto as vendas internas subiram, as exportações caíram 6,9% em onze meses, passando para 11,3 milhões de unidade. Enquanto isso, as importações cresceram 12,5%, atingindo 26,7 milhões de unidades. “Com a queda das exportações e o aumento das importações, a balança comercial do setor ficou negativa em US$ 333,3 milhões e vai apresentar um déficit recorde este ano, dando continuidade à inversão que ocorreu em 2010 (US$ 9,4 milhões), quando o setor deixou de ser superavitário, após anos de saldo positivo", acrescenta o presidente-executivo da ANIP.

Ele acrescenta que para o próximo ano a entidade pretende continuar suas conversações com o governo sobre a importância de aumentar a competitividade do setor, com programas de incentivo à produção nacional, além da manutenção do Reintegra e redução de impostos para atrair novos investimentos. “Nossa meta é acompanhar o crescimento da frota estimado pelo governo e pela Anfavea para os próximos anos.”

PRODUÇÃO

Em onze meses, o Brasil produziu 63,3 milhões de pneus, volume 9,2% maior que o registrado em igual período do ano passado, com destaque para os industriais, cuja elevação foi de 52,8%, para 1,93 milhão de unidades. A fabricação de pneus para camionetas cresceu 23,1% (9,25 milhões) e a de carga subiu 15,7% (7,6 milhões). A produção de pneus agrícolas acompanha o crescimento das safras e se expandiu em 11,6%.

“Estes resultados confirmam que o transporte de carga está tendo um desempenho superior ao do consumo em 2013, pois a produção de pneus para veículos de passeio cresceu 5,8% e para veículos de duas rodas 1,4%.”



Tags: Pneus, Anip, pneumáticos, montadoras, Alberto Mayer.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência