Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Carreira | 18/12/2013 | 18h47

Ano terá trocas de CEOs em montadoras

Vários presidentes mundiais serão substituídos

PEDRO KUTNEY, AB

Em 2014 deve acontecer a maior rotatividade de CEOs mundiais de montadoras de que se tem notícia nos últimos anos. A maior parte dessas trocas foi anunciada este ano. Já está certo que PSA Peugeot Citroën, General Motors, Paccar, AvtoVaz e GAZ terão novos comandantes globais no ano que vem. Também são esperadas mudanças importantes na Ford e na Aliança Renault Nissan.

A primeira troca será em Detroit, Estados Unidos, na sede da GM, onde Mary Barra assume já em janeiro o lugar de Dan Akerson. Ela será a primeira mulher guindada ao posto de CEO global de uma montadora – e também a primeira presidente a subir da engenharia da companhia desde o curto período na presidência de Bob Stemple, de 1990 a 1992.

Em Paris, França, Philippe Varin deixará a presidência durante 2014 para entregar seu posto no comando da PSA Peugeot Citroën ao português Carlos Tavares, que em agosto de 2013 deixou a Renault, onde era o COO, número dois da escala de comando da companhia.

Na AvtoVaz, maior fabricante de veículos da Rússia, que passa a ser controlada pela Renault, quem assume o comando em 2014 é o sueco Bo Anderson, que já foi o chefe mundial de compras da GM e, em 2009, assumiu a presidência de outra montadora russa, a GAZ, segunda maior do país. Anderson será o primeiro estrangeiro a comandar a AvtoVaz – no Brasil conhecida pelos carros Lada, como o SUV Niva. Por consequência, a GAZ terá de arranjar outro CEO em breve, para dar continuidade ao trabalho de recuperação que foi promovido por Anderson em seus quatro anos no comando.

Na fabricante de caminhões Paccar – dona da marca DAF que iniciou este ano a produção no Brasil –, em abril próximo Mark Piggott colocará fim ao seu período de 17 anos à frente da companhia americana. O novo CEO já está indicado: será Ronald Armstrong, atualmente presidente da Paccar.

Essas serão as primeiras trocas de CEOs de 2014, mas é provável que não sejam as únicas. O chefe da Aliança Renault Nissan, o brasileiro Carlos Ghosn, vem falando publicamente sobre seu desejo de colocar um japonês no comando da Nissan e dessa forma deixar uma das duas cadeiras de CEO que ocupa atualmente. Outra mudança esperada é na Ford: especula-se que Alan Mulally vai deixar a presidência para assumir o lugar de Steve Balmer na Microsoft. Mas até agora o presidente mundial da Ford garante que fica até o fim de 2014.



Tags: Carreira, presidentes, CEO, rotação, GM, PSA Peugeot Citroën, Nissan, Renault, Paccar, AvtoVaz, GAZ, Ford.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência