Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Elétricos | 18/12/2013 | 19h32

Nissan Leaf roda mais de 160 mil km nos EUA

Motorista anda mais de 200 km por dia e deixou de queimar US$ 9 mil em combustível

REDAÇÃO AB

O americano Steve Marsh já ultrapassou as 100 mil milhas, equivalentes a 160 mil quilômetros, com seu carro elétrico Nissan Leaf. Único proprietário do automóvel, ele atingiu a marca no Estado de Washington. Segundo a fabricante, Marsh tirou o Leaf ainda zero-quilômetro em 2011. Ele roda mais de 200 quilômetros todos os dias. “Com certeza deixei de gastar mais de US$ 9 mil dólares em combustível desde que comprei o carro”, diz Marsh, ressaltando também a boa estrutura para recarga em seu Estado.

“Por causa das opções de abastecimento, além do carregador no escritório, ele é perfeito para o meu trajeto diário”, afirma Kent, que foi recebido por representantes da Nissan e pelo governador do Estado. Marsh foi um dos primeiros compradores do Leaf em Washington. “Muitos foram motivados a comprar um Leaf por questões ambientais ou para reduzir nossa dependência de petróleo importado, mas Marsh é um bom exemplo daqueles que veem os elétricos do ponto de vista prático”, afirma o diretor de marketing e vendas de veículos elétricos da Nissan, Erik Gottfried.

Desde o lançamento do Leaf, em dezembro de 2010, a Nissan vendeu mais de 40 mil unidades nos Estados Unidos e superou 92 mil em todo o mundo. No acumulado de novembro de 2013, a região metropolitana de Steattle-Tacoma é um dos principais mercados para o modelo, com aumento de mais de 230% nas vendas em relação ao mesmo período de 2012.



Tags: Nissan, Leaf, Washington, Steve Marsh, petróleo, Steattle-Tacoma.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência