Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 14/01/2014 | 18h50

Vendas dos importadores sócios da Abeiva diminuíram 13,7% em 2013

Negócios das empresas da entidade somaram 112,8 mil veículos

REDAÇÃO AB

As empresas associadas à Abeiva, entidade que representa os importadores de veículos sem fábrica no Brasil – condição que pode mudar com a possível abertura para produtores locais (leia aqui) – registraram queda de 13,7% nas vendas em 2013 na comparação com o ano anterior. Foram emplacados 112,8 mil veículos das marcas filiadas à organização entre janeiro e dezembro. O volume é levemente maior do que a última projeção, divulgada no início de dezembro. Na época a entidade previa encerrar 2013 com 110 mil unidades negociadas.

Com o volume realizado em 2013, o licenciamento de carros das importadoras sem fábrica no Brasil representou 3% do total vendido no País. “Em 2013, nossas associadas emplacaram 17,9 mil veículos e comerciais leves a menos do que em 2012. Esse resultado foi esperado, uma vez que no ano anterior tivemos volumes maiores nos três primeiros meses devido às vendas dos veículos importados antes do aumento dos 30 pontos percentuais no IPI”, explicou Flávio Padovan, presidente da entidade, em comunicado.

Com 9,8 mil veículos, em dezembro houve evolução de 11,7% nos negócios na comparação com novembro e de 4,4% sobre o mesmo período de 2012. A Abeiva aponta que a diferença é resultado da vantagem de dois dias úteis de dezembro sobre o mês anterior. Além disso, a entidade lembra que as marcas fizeram uma série de promoções para atrair consumidores.

MARCAS

Em 2013 a Kia Motors permaneceu como a principal importadora de veículos sem fábrica no Brasil. A companhia trouxe para o País 29,1 mil carros da Coreia. Apesar de manter a primeira colocação, o volume mostra expressiva queda de 29% sobre o ano anterior. A retração é efeito do Inovar-Auto, que elevou em 30 pontos o IPI dos carros produzidos fora do Mercosul e do México.

A JAC Motors teve o segundo maior volume de vendas entre as 30 associadas da Abeiva, com 15,9 mil unidades e queda de 11,4% na comparação anual. A BMW foi a terceira maior, com 13,8 mil emplacamentos e expansão de 59,4%. A Land Rover foi a quarta em vendas, com 10,6 mil carros. Já a Chery ficou em quinto lugar, com 8 mil veículos.

Os países asiáticos foram a principal origem dos veículos importados pelas associadas da Abeiva. De lá vieram 60,4 mil unidades em 2013. Ainda assim, o volume foi 34,5% inferior na comparação com o anotado em 2012. Outra boa parte dos carros vendidos pelas empresas da entidade veio da Europa. Foram 37,4 mil veículos, alta de 36,8%. De outros países da América Latina foram trazidos 10,4 mil carros. Já as importações da América do Norte somaram 4,5 mil unidades.



Tags: Abeiva, importadores, veículos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência