Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 27/01/2014 | 19h14

VW encerrou 2013 com recorde em comerciais leves

Montadora vendeu 10,5 mil unidades a mais que em 2012; Amarok saiu quase como Kombi

REDAÇÃO AB

A Volkswagen encerrou 2013 com recorde de vendas de comerciais leves no mercado brasileiro. De janeiro a dezembro, a marca comercializou 127,6 mil unidades, aumento de 9% sobre as vendas de 2012 no segmento, 10,5 mil unidades a mais que o recorde anterior, de 2012, quando atingiu 117,1 mil comerciais leves. No mesmo período, a indústria cresceu 4,3% no segmento.

Embora ainda esteja bem abaixo da Fiat, que registrou 157,9 mil comerciais leves em 2013, vale dizer que esta vendeu 231 unidades a menos que no ano anterior e registrou queda de participação de 19,96% para 19,24% no segmento, provavelmente como consequência das transições de linha da picape Strada e do furgão Fiorino (relançados em 2013). No mesmo intervalo 2012-2013, a participação da VW em comerciais leves subiu de 14,78% para 15,5%.

O modelo mais vendido da marca no segmento é a Saveiro, com 72,3 mil unidades no período. Na sequência vêm Kombi (25,2 mil unidades), Amarok (24,2 mil), Tiguan (5,6 mil) e Touareg (253). Repare que a Amarok ficou mil unidades abaixo da Kombi. A VW atribui o bom resultado à opção do câmbio automático de oito marchas e às versões de cabine simples. As vendas da Amarok cresceram 20% sobre 2012. O modelo subiu do quarto lugar em 2012 para o terceiro em 2013 entre as picapes médias. Nesse mesmo intervalo, sua participação subiu de 12% para 13,4% nesse segmento.



Tags: Volkswagen, VW, Kombi, Amarok, comerciais leves, Tiguan, Touareg, Fiat, Strada, Fiorino.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência