Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Máquinas | 18/02/2014 | 16h28

Volvo CE projeta mercado estável em 2014 na AL

Vendas devem fechar no mesmo patamar de 2013, com 3,7 mil unidades

SUELI REIS, AB

A Volvo Construction Equipment registrou queda de 11% das vendas em 2013 com relação ao ano anterior na América Latina, para 4.244 máquinas de construção. Mesmo com este resultado, a empresa projeta um cenário estável em 2014 e espera atingir o mesmo volume entregue no ano passado, com o Brasil representando mais de 70% dos negócios na região.

Para o presidente da Volvo CE na América Latina, Afrânio Chueire, assim como em 2013, o avanço dos diversos segmentos em escalas diferentes no Brasil devem continuar a impulsionar o mercado doméstico neste ano: “Apesar de uma economia que não correspondeu às expectativas iniciais, registramos crescimento em vários segmentos”, declara Chueire, durante a apresentação anual do desempenho da marca realizada na terça-feira, 18, em São Paulo.

O executivo destacou os ganhos de market share nas principais categorias do segmento de construção, entre eles os de carregadeiras, cuja participação passou de 10,3% em 2012 para 11,8% no ano passado. No mesmo ritmo, a participação da Volvo CE no mercado de escavadeiras subiu para 12,8% em 2013 contra 10,9% do ano anterior. Estes dois equipamentos responderam por 63% das vendas totais da companhia no ano passado, sendo que carregadeiras representaram 34%. Retroescavadeiras e minicarregadeiras atingiram participação de mercado de 5,2% em 2013 contra os 4,8% do ano anterior. Entre todos os produtos vendidos no ano passado, o maior salto de participação de mercado foi registrado no de caminhões articulados, de 29% para 44,3% em um ano.

Os setores de construção e mineração foram novamente os principais responsáveis pela maior demanda dos negócios da empresa no País: 82% das vendas da Volvo CE em 2013 foram relacionadas a essas duas atividades. “Ainda há muito o que fazer na área de construção no Brasil e nos demais países da América Latina. É um setor com um grande potencial”, observa Chueire.

NOVIDADES

Para repetir o volume de vendas registrado no ano passado, a Volvo CE planeja reforçar seu portfólio com o lançamento de produtos ao longo de 2014, começando em abril com a apresentação de quatro novos equipamentos da linha de construção rodoviária: dois modelos de vibroacabadoras ABG5820 e ABG2820 e dois de compactadores, o de asfalto com dois cilindros, DD38 de quatro toneladas, e um pneumático, PT220, de 24 toneladas.

A empresa também aguarda a aprovação das autoridades europeias sobre a compra da Terex Corporation, fabricante de caminhões rígidos articulados com sede na Escócia, para trazer seus produtos para a América Latina. O negócio foi anunciado no valor de US$ 160 milhões em dezembro passado (leia aqui). Chueire explica que as marcas Volvo e Terex conviverão juntas por algum tempo no mercado, mas a tendência é de que a Volvo absorva todos os produtos da Terex: “Essa é uma oportunidade que aumenta nosso potencial neste mercado, com a introdução de caminhões de até 100 toneladas, que ainda não oferecemos em nosso portfólio”.

Além dos lançamentos, fatores externos vão influenciar o desempenho do mercado total de máquinas de construção no Brasil, que no ano passado atingiu volume de 24 mil unidades. Assim como suas vendas, a Volvo estima que o mercado total se manterá neste mesmo patamar em 2014.

“Em 2013, tivemos um mercado muito mais competitivo e ainda assim conseguimos elevar nossa participação. Fatores como a concretização das concessões governamentais, como as de rodovias, ferrovias e aeroportos que saíram no fim do ano passado aumentaram significativamente a demanda por equipamentos. A continuação das obras do PAC 2 também vai afetar positivamente nos negócios deste ano, embora não tenham acontecido no ritmo esperado no ano passado. A previsão de maior atividade no setor de mineração também acarretará em manutenção das vendas do setor em 2014”, conclui.

Assista a entrevista exclusiva do presidente da Volvo CE, Afrânio Chueire, à ABTV:



Tags: Volvo, máquinas de construção, mineração, construção, Afrânio Chueire.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência