Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Distribuição | 19/02/2014 | 14h51

Grupo Eurobike fatura R$ 1 bilhão em 2013

Além das vendas de veículos premium, outros serviços reforçam desempenho

REDAÇÃO AB

A alta do IPI de até 30 pontos porcentuais que incide sobre veículos importados não afetou o bom desempenho do Grupo Eurobike, tradicional rede de concessionárias de marcas premium no Brasil: no ano passado, a empresa vendeu 7.592 unidades, volume 30% maior do que o apurado no ano anterior. O negócio lhe rendeu faturamento de R$ 950 milhões, um crescimento de 35% na mesma base de comparação.

O faturamento sobe para R$ 1 bilhão quando se inclui as receitas dos serviços e novas divisões criadas em 2013 para atender outras demandas, como a de vendas corporativas, o Fleet Services, que atua como locadora de automóveis com atendimento exclusivo direcionado a executivos, o Eurobike Security Plus, blindadora que oferece manutenção garantida dos veículos novos.

“Estamos muito satisfeitos com os resultados que apontaram a empresa como líder de vendas de veículos no mercado premium por mais um ano. Nosso objetivo para 2014 é continuar investindo em qualidade e bom atendimento para mantermos o crescimento”, afirma o CEO do Grupo Eurobike, Henning Dornbusch.

Com 28 revendas localizadas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, o grupo tem em seu portfólio as marcas Audi, BMW, BMW Motorrad, Jaguar, Land Rover, Mini, Porsche, Triumph e Volvo. No Estado de São Paulo, a empresa tem lojas na capital paulista, em Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Outras revendas estão localizadas em Brasília, Porto Alegre e Uberlândia.



Tags: Eurobike, premium, vendas, faturamento, receita, Henning Dornbusch.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência