Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 20/03/2014 | 17h41

Norgren planeja dobrar faturamento no Brasil em quatro anos

Fabricante de válvulas e conectores pretende ampliar atuação no aftermarket

GIOVANNA RIATO, AB

A Norgren, fabricante de autopeças de controle de fluidos, como válvulas e conectores, tem planos ambiciosos para o Brasil. A companhia recebeu da matriz inglesa o desafio de duplicar o faturamento da operação local em quatro anos. Sem detalhar números, a companhia aponta apenas que a região tem participação de 5% a 10% na receita global da organização.

Além do setor automotivo, a fabricante atua em automação industrial, equipamentos médicos e ferroviário, entre outros. Ainda assim, o fornecimento de componentes para veículos comerciais é o negócio principal, respondendo por cerca de 50% das vendas no Brasil, sendo que em torno 75% vão direto às linhas de montagem de caminhões e 25% são fornecidos de maneira indireta a fabricantes de sistemas, como eixos e transmissões. Com isso, se quiser cumprir a meta de turbinar o faturamento no Brasil, a Norgren terá necessariamente de lançar estratégia agressiva para ampliar os pedidos no segmento.

O primeiro passo é intensificar as entregas às montadoras. Um dos alvos é a Mercedes-Benz, que pode garantir à companhia o fornecimento de grandes volumes. A empresa já tem contratos com MAN e Ford, os maiores clientes atualmente. A chegada de novas fabricantes no País, como a holandesa DAF, que iniciou produção em Ponta Grossa (PR), e as chinesas Foton e Shacman, que já protocolaram intenção de construir plantas nacionais, também abre oportunidades.

Outro ponto que joga a favor das metas da companhia é a exigência de maior conteúdo nacional nos veículos. Bruno Pinotti, gerente de vendas para a área de veículos comerciais, aponta que a tendência não é motivada pelo Inovar-Auto. “Há uma pressão por nacionalizar causada muito mais pelas exigências para o financiamento pelo Finame/BNDES”, explica. Segundo ele, esse movimento foi intensificado pela subida do dólar diante do real, que aumentou o interesse das companhias por ter mais conteúdo brasileiro para reduzir custos.

NOVOS PLANOS

Mesmo sem revelar o montante a empresa garante que fará investimentos, principalmente em contratações. A intenção é driblar o gargalo de mão de obra qualificada que o Brasil enfrenta e reforçar o time de 250 colaboradores que trabalham na planta nacional da companhia em São Paulo (SP). “Está difícil contratar. Por isso queremos oferecer mais benefícios e desenvolver políticas para reter talentos”, conta Ricardo Rodrigues, presidente da Norgren na América Latina e Brasil.

Há ainda a possibilidade de que a Norgren adquira outras empresas para acelerar sua ampliação. “Crescer organicamente é muito difícil no Brasil”, avalia o presidente. Segundo ele, a matriz empresa reconhece a lucratividade do mercado nacional, mas cobra por taxas de crescimento mais robustas e por isso impôs a meta desafiadora para os próximos anos.

Com foco neste objetivo a companhia estuda ainda a entrada no aftermarket. Rodrigues acredita que o segmento oferece oportunidade de garantir margens maiores, já que não há a pressão por redução de custos das montadoras. Apesar disso, Pinotti lembra que o mercado de reposição traz forte concorrência com autopeças importadas.



Tags: Norgren, autopeças, veículos comerciais, negócios.

Comentários

  • Julio Policarpo / JPN

    A qualidade produtos Norgren , garante este expansão , sem duvidas.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência