Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 07/04/2014 | 18h57

Pneus: vendas às montadoras caem 15,6%

Segundo a Anip, crescimento das importações preocupa o setor

REDAÇÃO AB

As vendas de pneus de carros de passeio para às montadoras sofreram contração de 15,6% no primeiro bimestre de 2014 na comparação com igual período do ano passado. A informação foi apurada entre as associadas da Anip, entidade que representa as fabricantes do setor. Segundo a organização foram vendidos 1,79 milhões de pneus às produtoras de veículos entre janeiro e fevereiro.

Com a redução do volume, a associação aponta que o fornecimento de equipamentos originais, que representava 30,4% dos negócios do setor no primeiro bimestre do ano passado, respondeu por apenas 26,5% do total comercializado no mesmo período deste ano. A Anip avalia que retração do setor acompanhou a queda das vendas e da produção de veículos.

A organização mostra preocupação com a forte presença dos componentes importados no mercado nacional, que já respondem por 40% do consumo aparente, e enfatiza a necessidade de incluir o setor de pneus no Inovar-Auto. “Um dos principais objetivos do Inovar-Auto é a redução do consumo de combustível, o que depende fortemente de uma nova geração de pneus, com uso dos chamados pneus verdes”, defende o presidente executivo da Anip, Alberto Mayer, em comunicado.

Enquanto as vendas de pneus para carros de passeio apontaram para baixo, a negociação de pneus de carga e agrícolas para montadoras avançou 6%. Ainda assim, considerando o total vendido às fabricantes de veículos, o primeiro bimestre terminou com redução de 6,4% para o setor.



Tags: pneu, Anip, negócios, vendas.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência