Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 08/04/2014 | 15h58

IBGE aponta aumento do ritmo produtivo

Pesquisa industrial mostra alta em todas as bases de comparação no 1º bimestre

AGÊNCIA BRASIL

Na avaliação dos técnicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) há "evidentes sinais” de aumento no ritmo produtivo da indústria brasileira no confronto do último trimestre de 2013 com o resultado acumulado nos dois primeiros meses de 2014, que fechou em expansão de 1,3% no bimestre. Os dados da Pesquisa Industrial Mensal/Produção Física Regional (PIM/PF Regional), de fevereiro, indicam crescimento da indústria em todas as bases de comparação e na ampla maioria dos 14 locais pesquisados.

Os resultados positivos vão do índice 0,4%, de fevereiro deste ano, na comparação com janeiro, até o índice de 5%, na comparação fevereiro 2014/fevereiro 2013. Na taxa anualizada, que registra o crescimento acumulado nos últimos doze meses, a expansão também foi positiva: 1,1%. No confronto do último trimestre do ano passado com o resultado dos dois primeiros meses deste ano, ambas as comparações - contra iguais períodos do ano anterior, em que nove dos 14 locais pesquisados - mostraram dinamismo.

Neste caso, os números acompanham o movimento no índice nacional, que passou de -0,3% no quarto trimestre do ano passado para 1,3% no índice acumulado do primeiro bimestre desse ano.

Segundo o IBGE, nesse mesmo tipo de confronto, Amazonas (que passou de menos 3,% para 6,%), Pernambuco (de 3,4% para 8,3%), Minas Gerais (de -2,4% para 2,5%), Espírito Santo (de -4,8% para -2,2%) e Bahia (de -1,9% para -0,1%) concentraram os maiores ganhos. Já as maiores reduções ocorreram no Rio Grande do Sul (de 11,4% para 2,0%); Paraná (de 10,5% para 2,3%); e Goiás (de 5,3% para -0,8%).

Outro dado a corroborar com os sinais positivos do comportamento da indústria é a taxa anualizada (acumulado dos últimos doze meses) que, ao mostrar expansão de 1,1% em fevereiro de 2014, assinalou ganho de ritmo frente à marca registrada em janeiro último (0,5%).

Em termos regionais, nove dos 14 locais pesquisados apontaram taxas positivas em fevereiro desse ano, com doze apontando maior dinamismo frente ao índice de janeiro último. Os principais ganhos entre janeiro e fevereiro foram observados no Paraná (de 5,2% para 6,9%); Minas Gerais (de -2,3% para -1,0%); Amazonas (de 0,6% para 1,9%); e Pernambuco (de 1,5% para 2,6%). Já a perda mais importante foi registrada por Goiás (de 5,4% para 4,5%).



Tags: IBGE, indústria, Pesquisa Industrial Mensal.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência