Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 10/04/2014 | 14h40

Motos flex completam cinco anos de mercado

Titan Mix surgiu em 2009, seis anos depois do primeiro carro bicombustível

REDAÇÃO AB

Faz cinco anos que a primeira moto flex chegou ao mercado nacional. Foi a Honda CG 150 Titan Mix em 2009, seis anos depois de a Volkswagen introduzir a novidade nos automóveis pelo Gol 1.6 Total Flex. Chamada inicialmente Mix, a tecnologia utilizada pela Honda já foi aplicada em mais de 3 milhões de motocicletas.

Atualmente, além das versões CG 150 Fan e Titan, as Honda NXR 150 Bros, Biz 125, CB 300R e XRE 300 também utilizam motores bicombustíveis. A Yamaha tem hoje três modelos com motores flex, as YS 150 e 250 Fazer e a XTZ 150 Crosser. Nenhuma outra fabricante nacional além dessas oferece motores capazes de utilizar gasolina, etanol ou a mistura de ambos em qualquer proporção.

Um ponto em comum nas motocicletas flex das duas fabricantes é a simplicidade dos sistemas e a ausência de dispositivos de partida a frio. Não há subtanque de gasolina nem aquecimento do combustível pelos injetores. As motos apenas advertem por lâmpada a maior presença de etanol no tanque.



Tags: Honda, Mix, flex, bicombustível, Yamaha, Fazer, Crosser.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência