Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 06/05/2014 | 15h00

Grupo BMW tem lucro líquido 11,4% maior no trimestre

Mantém expectativa de recorde de vendas e de faturamento para 2014

REDAÇÃO AB

O Grupo BMW anunciou na terça-feira, 6, que manterá a expectativa de recorde para 2014 diante de resultados financeiros positivos apurados no primeiro trimestre do ano.

De janeiro a março, a fabricante de veículos premium teve lucro líquido de € 1,4 bilhão, em alta de 11,4% sobre igual intervalo de 2013. Seu lucro bruto foi de € 2,17 bilhões, 8,1% maior na mesma base de comparação. No total, o Grupo BMW faturou 3,9% a mais no primeiro trimestre deste ano, o equivalente a € 18,2 bilhões, impulsionado por aumento nas vendas de veículos, que ajudou a equilibrar altos custos com novas tecnologias e mão de obra.

Juntas, as marcas do grupo (BMW, Mini e Rolls-Royce) venderam 487.024 veículos no mundo de janeiro a março, volume 8,7% maior do que o comercializado no primeiro trimestre de 2013. As vendas cresceram 3,4% na Europa (214,2 mil), 21,8% na Ásia (158,5 mil) e 3,5% nas Américas (99,8 mil).

“O Grupo BMW tem conseguido um forte começo para o ano. A margem de EBIT de 9,5% registrada pelo segmento automotivo nos mantém firmemente em faixa de 8 a 10% superior a meta que queremos atingir”, afirmou Norbert Reithofer, presidente do conselho administrativo da BMW AG, na terça-feira, 6, durante apresentação dos números em Munique, na Alemanha.

MARCAS E SEGMENTOS

A BMW se manteve como a marca de veículos premium mais vendida do mundo no primeiro trimestre. Pela primeira vez, a BMW teve mais de 400 mil veículos emplacados neste intervalo. O volume é 12,3% maior do que o anotado em igual período de 2013. Diversos modelos da marca se destacaram, como o BMW X1, que viu suas vendas crescerem 14,8%, para 43,2 mil unidades, e o BMW X3, com avanço de 10,9%, para 40,1 mil automóveis. A demanda pelo elétrico BMW i3 também tem aumentado. Mais de 2 mil unidades do modelo foram vendidas no primeiro trimestre.

Em linha com as expectativas do grupo, as vendas da Mini caíram 12,5%, para 57,8 mil unidades devido às mudanças no Mini hatch, que começou a ser vendido reformulado em março.

A Rolls-Royce, marca de veículos luxuosos, mantém crescimento há quatro anos. No trimestre, avançou 39,7%, com a comercialização mundial de 897 automóveis.

O segmento de motocicletas também avançou no período e conseguiu recorde de vendas. Foram entregues 28,7 mil delas, em alta de 16,1% sobre o primeiro trimestre de 2013.

A divisão de serviços financeiros teve bom desempenho nos três primeiros meses. Os números de contratos cresceram 2,3%, para 348 mil, entre contratos de financiamento e de arrendamento. A receita da divisão subiu 1,2%, para € 4,8 bilhões, e o lucro bruto aumentou 2,4%, para € 460 milhões.



Tags: BMW, Mini, Rollys-Royce, vendas, balanço, veículos, premium.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência