Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
PSA Peugeot Citroën premia fornecedores

Autopeças | 08/05/2014 | 21h30

PSA Peugeot Citroën premia fornecedores

Foram reconhecidas 11 empresas que abastecem Brasil e Argentina

PEDRO KUTNEY, AB

Com a promessa de aumentar o índice de nacionalização de peças no Mercosul de 58% para 80% até 2018, e com isso elevar as compras de seus 350 fornecedores diretos na região dos atuais R$ 3 bilhões para R$ 4,5 bilhões (leia aqui), a PSA Peugeot Citroën fez a premiação das 11 melhores empresas de sua cadeia de suprimentos, que abastecem suas fábricas no Brasil e na Argentina. Na cerimônia do “Supplier Awards Latin America 2014”, realizada na sede da empresa em São Paulo na quinta-feira, 8, as fabricantes de autopeças foram reconhecidas pelo desempenho de 2013 em seis categorias, de acordo com os mesmos critérios globais do grupo, e também foi concedido um “prêmio especial do júri”.

Na categoria Excelência Industrial foi premiado o desempenho administrativo e industrial de duas empresas: no Brasil a escolhida foi a Mahle, fornecedora de pistões e bronzinas para os motores da PSA fabricados no Mersocul; e na Argentina a Ferrosider, que fabrica partes estampadas e soldadas para carrocerias. Ambas foram indicadas porque não apresentaram problemas de qualidade e nem de garantia. Apesar da complicada crise econômica pela qual passa a Argentina no momento, o fornecedor do país vizinho promete continuar investindo para aumentar em 50% sua capacidade de produção, para se preparar para a volta os bons tempos.

Para premiar pela Qualidade, a PSA levou em conta o desempenho no desenvolvimento de produtos, fornecimento e satisfação do cliente. Dois fornecedores instalados no Brasil foram premiados na categoria por apresentarem índices de defeitos abaixo das metas especificadas pela PSA. A Treves, fornecedora de revestimentos e isolantes acústicos e térmicos, apresentou menos de 3 ppm (defeitos por milhão de partes); e a Leoni obteve zero ppm nos cabos e chicotes elétricos que fornece.

Por Inovação Técnica foi premiada a Michelin, pelo desenvolvimento e fornecimento no Mercosul dos chamados pneus verdes, que têm baixa resistência ao rolamento e por isso podem ajudar a reduzir o consumo de combustível e índice que pode chegar a 5%. “É um elemento estratégico para atingirmos os objetivos de eficiência energética do Inovar-Auto”, destacou François Sigot, diretor de pesquisa e desenvolvimento da PSA América Latina. “Queremos fazer aqui inovações fundamentais, mas isso leva tempo e nem todas as tentativas dão resultado. Precisamos também fazer as inovações incrementais; são coisas que já existem e vamos adotar para aumentar o valor dos nossos produtos para o cliente. Por isso precisamos muito dos fornecedores para isso”, acrescentou.

Na categoria Logística foi avaliada a capacidade de entrega a tempo das quantidades programadas e alta velocidade de reação aos pedidos, evitando veículos perdidos ou incompletos. “Estamos numa zona em que o custo logístico muitas vezes supera o valor de uma fábrica inteira”, destacou Karin Touhani, diretor de supply chain da PSA América Latina. Uma das empresas premiadas, a argentina Indústrias Pedro Bucciero, conseguiu em 2013 atender 100% das entregas de peças estampadas que fornece para a fábrica de El Palomar. “É uma empresa local e familiar que tem um índice de entrega melhor do que nossos fornecedores globais”, disse Touhani. A outra premiada pela logística foi a Pioneer, que da distante Manaus (AM) deu conta de atender no tempo desejado 99,7% dos pedidos de sistemas de som para os carros Peugeot e Citroën.

Também foram premiadas as empresas que tiveram o melhor desempenho em Serviços e Peças de Reposição, medido pelo nível de excelência na taxa de serviço, com absoluto respeito nas entregas. As escolhidas para receber o prêmio desta categoria foram no Brasil a Johnson Controls (baterias) e na Argentina a Total (fluidos e lubrificantes). Ambas atenderam a 100% dos pedidos. “Queremos reduzir nossos estoques em 15% a 20% nos próximos anos e a única maneiras de fazer isso sem comprometer o atendimento aos clientes é aumentando a velocidade das entregas”, disse Michel Bernadet, diretor de distribuição de peças da PSA. “Hoje temos uma taxa média de 95% da demanda atendida. O giro é de 9 mil toneladas e peças de reposição por ano”, acrescentou.

A Faticad, da Argentina, foi premiada na categoria Equipamentos Industriais pelo fornecimento da robotização de linhas de produção da fábrica da PSA em Porto Real, no Brasil.

Por fim, o Prêmio Especial do Júri foi concedido ao fornecedor da principal matéria-prima para produzir carros, o aço. A Usiminas foi premiada “pela contribuição e acompanhamento à política da PSA na América Latina”, segundo Carlos Gomes, presidente da empresa na região.

PSA

Veja abaixo todos os fornecedores premiados no Supplier Awards Latin America 2014 da PSA Peugeot Citroën:

EXCELÊNCIA INDUSTRIAL
• Ferrosider (Argentina)
• Mahle (Brasil)

QUALIDADE
• Leoni (Brasil)
• Treves (Brasil)

INOVAÇÃO TÉCNICA
• Michelin (Brasil e Argentina)

LOGÍSTICA
• Indústrias Pedro Bucciero (Argentina)
•Pioneer (Brasil)

EQUIPAMENTO INDUSTRIAL
• Fadicad (Argentina)

SERVIÇO DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO
• Johnson Controls (Brasil)
• Total (Argentina)

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
•Usiminas (Brasil)

Assista abaixo a entrevista exclusiva com German Mairano, diretor de compras da PSA Peugeot Citroën Amédira Latina:



Tags: PSA, Peugeot, Citroën, prêmio, fornecedores, compras.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência