Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 16/05/2014 | 11h28

Grupo VW vende 3,25 milhões de veículos até abril

Volume supera 1º quadrimestre de 2013 em 6,4%; América do Sul recua 21,1%

REDAÇÃO AB

Entre janeiro e abril, as vendas do Grupo Volkswagen somaram 3,25 milhões de unidades, registrando alta de 6,4% sobre igual período do ano passado. Somente em abril foram 848,5 mil unidades, resultando em alta de 8,2% sobre o mesmo mês de 2013. Os resultados foram divulgados pela empresa na sexta-feira, 16. O membro da diretoria de vendas e marketing do grupo, Christian Klinger, comenta o bom começo do segundo trimestre, mas admite: “As condições do mercado global apresentam quadro misto. Embora haja tendência de queda na América do Sul e Rússia, vemos crescimento na Europa e, sobretudo, na Ásia-Pacífico.”

Na América do Sul, as vendas do grupo somaram 230,3 mil unidades, com queda de 21,1% nos quatro primeiros meses ante igual período de 2013. No Brasil, onde as entregas totalizaram 176,4 mil veículos, o recuo foi de 17,4%. No mercado norte-americano, os 271,8 mil veículos resultaram em ligeira queda de 2,9% ante os quatro primeiros meses de 2013. Nos Estados Unidos foram vendidos 184,3 mil veículos do grupo, com recuo de 4,9%.

O mercado europeu absorveu 1,3 milhão de veículos do Grupo VW, registrando acréscimo de 8% sobre o primeiro quadrimestre do ano passado. A Europa Ocidental (exceto Alemanha) adquiriu 691,2 mil unidades, anotando alta de 8,7%. No mercado doméstico, a Alemanha, as 392,3 mil unidades implicaram alta de 6%. Nas regiões Central e Oriental, o volume de 218 mil veículos resultou em crescimento de 9,5%. Na Rússia, a venda de 90,8 mil veículos no período resultou em queda de 4,3% em relação aos mesmos quatro meses do ano anterior.

Na Ásia-Pacífico, o total de 1,31 milhão de unidades somente nos primeiros quatro meses do ano resultou em alta de 15,7% sobre o período equivalente de 2013. Somente a China absorveu 1,19 milhão de veículos, acréscimo de 17% sobre os mesmos meses de 2013.

DESEMPENHO POR MARCA

De janeiro a abril, a marca Volkswagen teve 1,99 milhão de unidades entregues pelo mundo, anotando crescimento de 4,6% sobre o mesmo período do ano passado. Apenas na Ásia-Pacífico foram 993,4 mil unidades, acréscimo de 16,2%. Na Europa, a venda de 567,8 mil veículos resultou em pequena alta de 4,1%.

Em quatro meses, a Audi vendeu mais de meio milhão de veículos pelo mundo. Foram 561,9 mil automóveis, alta de 11,7%. A Ásia-Pacífico absorveu 203 mil carros da marca, registrando aumento de 19,7% sobre os primeiros quatro meses de 2013. Na América do Norte, a venda de 61,7 mil carros levou ao crescimento de 7,5%.

Da fabricante Porsche foram entregues 55 mil unidades, alta de 5,2%. A Ásia-Pacífico também teve peso importante para a marca, com 17,7 mil unidades e crescimento de 12,3% sobre os primeiros quatro meses de 2013. A fabricante Skoda vendeu pelo mundo 336,8 mil veículos, anotando acréscimo de 13%. Na Europa, a montadora entregou até abril 230,2 mil veículos, registrando alta de 17,8% sobre igual período do ano passado.

Da Seat foram vendidos 127,4 mil veículos, 8,8% a mais que no primeiro quadrimestre de 2013. Seu crescimento foi acentuado nas regiões Central e Oriental da Europa (82,2%). No mercado alemão houve alta de 11,7% sobre o período janeiro-abril de 2013.

A divisão VW Veículos Comerciais entregou até abril 166 mil unidades, registrando recuo de -2,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Na Europa foram vendidos 104,9 mil unidades, resultando em crescimento de 7,2%.



Tags: Volkswagen, Seat, Audi, Skoda, Porsche, VW Veículos Comerciais, Ásia-Pacífico.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência