Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 08/07/2014 | 14h34

Grupo Renault eleva vendas em 4,7% no 1º semestre

Resultado positivo na Europa compensa fraco desempenho nos emergentes

REDAÇÃO AB

Nos primeiros seis meses do ano, o Grupo Renault vendeu 1,36 milhão de veículos no mundo, o que representou aumento de 4,7% sobre o primeiro semestre de 2013, informa em comunicado divulgado na terça-feira, 8. O desempenho das marcas Renault e Dacia na Europa, impulsionadas pelos modelos Clio, Captur, Duster e Sandero, permitiu que o grupo compensasse a desaceleração de seus principais mercados emergentes.

No mercado europeu, os licenciamentos das marcas do grupo avançaram 18%, para 776,2 mil veículos, elevando sua participação em 1 ponto porcentual, para 10,2% no continente. O crescimento do grupo está muito acima da alta das vendas no mercado local, que no primeiro semestre fechou em 6,5% acima do mesmo período do ano passado.

A Renault encerrou o período com crescimento de 13%, para 1,06 milhão de unidades entre automóveis e comerciais leves, ao mesmo tempo em que a Dacia, com 263,1 mil unidades, cresceu 24,3%.

“No primeiro semestre de 2014, na Europa, as vendas da marca Renault estão em crescimento graças aos modelos Clio e Captur. A Dacia é a marca da região que apresenta maior avanço. Estas performances permitem anular o impacto da queda de nossos principais mercados emergentes e manter o grupo em sua dinâmica de crescimento”, destacou Jérôme Stoll, membro do comitê executivo e diretor comercial do grupo.

Enquanto isso, fora da Europa, as vendas da Renault recuaram 9%, para 582,1 mil unidades, representando 43% das vendas totais – há um ano esta participação era de 50%. O resultado foi impactado pelas quedas das vendas totais em mercados como Argélia (-31%), Turquia (-26%), Argentina (-24%), Rússia (-8%), Brasil (-7%) e Índia (-5%).

Apesar disso, as vendas no Brasil, o segundo maior mercado do grupo, atrás apenas da França, aumentaram 7,97%, para 110,1 mil unidades, elevando a participação em 1 ponto porcentual, para 7% (leia aqui). O resultado no País ajudou a reduzir o índice de queda na América Latina para 2%, com 205,3 mil veículos, enquanto o mercado geral na região caiu 9% no primeiro semestre.

Na Ásia-Pacífico, com 110,9 mil, houve recuo de 12%, também queda de 15% na região Euromed-África e 7% na Eurásia.

PERSPECTIVAS PARA 2014

No segundo semestre, o Grupo Renault aposta que ocorrerá evolução dos principais mercados, prevendo um aumento na Europa, em ritmo anual de 3% a 4%, puxado pela França, em alta de 1%.

“Ao continuar com a renovação dos modelos Logan e Sandero em todo o mundo, teremos condições de resistir nos mercados emergentes em recuo. Na Europa, os lançamentos iminentes do novo Twingo e do novo Trafic permitirão confirmar a tendência do primeiro semestre. Neste contexto, confirmamos nossas previsões de crescimento de participação de mercado na Europa e alta de nossas vendas em todo o mundo” declarou Stoll.



Tags: Renault, Dacia, vendas globais, Clio, Captur, Duster, Sandero.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência