Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 10/07/2014 | 15h05

Grupo Renault anuncia mudanças estruturais pelo mundo

Criou sexta divisão internacional e fez alterações no comando

REDAÇÃO AB

A partir de 1º de setembro, o Grupo Renault terá novo estrutura internacional. Para suportar seus planos de crescimento mundial, a empresa decidiu dividir a região Ásia-Pacífico em duas. A que compreende a Índia agora passa a incluir o Oriente Médio e os países do Golfo. A região da Ásia-Pacífico abrangerá China, Coreia do Sul, Japão, Austrália e Oceania. No total, a Renault ficará com seis divisões: Europa, Euromed-África, Eurásia, Américas, Ásia-Pacífico e Índia-Oriente Médio.

Com a mudança, Bernard Cambier, membro do comitê de gestão da Renault, foi nomeado presidente para a região da Índia-Oriente Médio. Sua missão será a de aumentar as vendas no país com o lançamento de diversos veículos, além de supervisionar a retomada das atividades comerciais e industriais no Irã e de comandar as operações de países do Oriente Médio e do Golfo Pérsico.

Gilles Normand, também membro do comitê e presidente da região Ásia-Pacífico, vai concentrar a sua gestão operacional no lançamento de projetos produtivos na China e no futuro desenvolvimento estratégico da região.

A Renault acredita que China e Índia se tornarão as principais economias do mundo nos próximos 20 anos e que levarão países vizinhos a seguir o mesmo caminho, como Indonésia, Tailândia e Paquistão. O grupo prevê que a região representará cerca de 50% do potencial de crescimento da Renault.

Em comunicado, a empresa diz que a nova estrutura ajudará a fortalecer a gestão operacional e permitirá que as equipes se concentrem em um número menor de metas de curto e de médio prazo. A Mongólia irá juntar-se a região de Eurásia, um mercado muito mais semelhante à sua.

Outra mudança preparada pela Renault a partir de 1º de setembro é a nomeação de Philippe Buros aos cargos de diretor de marketing na França e membro do comitê de gestão da empresa. O executivo se reportará a Stefan Mueller, também membro do comitê executivo do grupo e presidente para a região Europa.

MUDANÇAS NO RCI

O Banco RCI, braço financeiro das operações financeiras das montadoras Renault e Nissan, também está passando por reestruturação. Dominique Thormann permanece como presidente. Mas, a partir de outubro deste ano, Gianluca de Ficchy assume como CEO, se reportando a Thormann.

Na mesma ocasião, Patrick Claude foi promovido a secretário da companhia e chefe de operações de risco. Claude responderá a Ficchy e substitui Eric Spielrein, agora assessor do diretor-presidente. O executivo Daniel Rebbi será diretor de vendas e marketing do RCI, substituindo Philippe Buros, agora diretor de marketing do Grupo Renault na França.



Tags: Renault, RCI, Ásia-Pacífico, Índia.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência