Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Nissan Livina dará adeus este ano

Leves | 11/07/2014 | 19h04

Nissan Livina dará adeus este ano

Monovolume deixará de ser produzido em São José dos Pinhais em novembro

PEDRO KUTNEY, AB

Com design opaco e sem modificações significativas desde que começou a ser produzido no Brasil, em 2009, o monovolume Livina deve deixar de ser fabricado pela Nissan em São José dos Pinhais (PR), onde é montado há cinco anos em linha compartilhada com a sócia Renault. A montadora não pretende, ao menos por enquanto, introduzir nenhum outro modelo em substituição. A informação foi obtida por Automotive Business de fonte ligada à cadeia de suprimentos, que tem programação para continuar fornecendo componentes para o Livina somente até novembro próximo.

O futuro do modelo já era colocado em questão desde que a Nissan anunciou, em 2011, a construção de nova fábrica no Brasil, em Resende (RJ), inaugurada no início deste ano para a fabricação dos compactos March e Versa. Com vendas em declínio nos últimos anos, o Livina e sua versão estendida Gran Livina foram descartados dos planos de crescimento da montadora no País, que preferiu concentrar esforços no maior segmento do mercado brasileiro.

Ao mesmo tempo, o fim do Livina reduz complexidade e libera espaço para a sócia Renault no Paraná. Em São José dos Pinhais o modelo é produzido na unidade de montagem de veículos comerciais, em ambiente bastante apertado, dividido ainda com a família de vans Renault Master e a picape Nissan Frontier – esta deve continuar em produção por lá.

DESEMPENHO FRACO

Este ano o Livina sequer figura entre os 50 veículos leves mais vendidos do País. De janeiro a junho foram emplacadas pouco mais de 3,5 mil unidades, o que representou expressiva queda de 18,7% sobre o primeiro semestre de 2013, ano em que as vendas já não tinham ido bem. No ano passado foram apenas 9,5 mil emplacamentos, recuo de 37% diante dos 15,3 mil de 2012.

No confronto com os principais concorrentes no Brasil, o Livina este ano figura na quarta posição, atrás de Honda Fit, Fiat Idea e Doblò, segundo critérios de classificação da Fenabrave, a associação dos concessionários. Contudo, o monovolume da Nissan é o único dos quatro primeiros do ranking a vender menos de mil unidades/mês (foram apenas 573 em junho passado), enquanto o líder Fit vende acima de 4 mil/mês.

Com preços de R$ 46,3 mil a R$ 56,9 mil, o Livina tem desempenho comercial quase tão apagado quanto seu design. Vende menos até do que carros mais caros, como o sedã Nissan Sentra importado do México.



Tags: Nissan, Livina, produção, Paraná, São José dos Pinhais, Renault.

Comentários

  • alex

    uma pena é um carro muito, muito bom

  • eduardo

    Uma pena, pois estav pensando em adquirir uma Livina, pois gosto muito desse modelo de carro e, como a toyota tirou de linha a Fildare, restava a Livina como opção para a categoria. Porém, a alegria durou pouco e, ainda bem que não adquiri o carro agora, pois estaria no prejuízo...

  • Alexandre R. Martins

    Bom, estratégias a parte, creio que a Nissan perde a oportunidade de reestilizar o Livina e fazer frente, principalemente, ao Honda Fit que, na minha opinião é caro e pelado. Além disso, seu leque de ofertas na nova fábrica poderia ser maior com esse veículo. Eu era um dos interessados no Livina reestilizado e creio que mais consumidores estavam aguardando novidades nesse sentido.

  • PAULO DE OLIVEIRA CESAR

    É UMA PENA! POIS NÃO HÁ NO MERCADO NADA MELHOR QUE ESTE CARRO NO SEU SEGMENTO.ACHO QUE A QUESTÃO DA BAIXA PROCURA E BAIXO VOLUME DE VENDA SE PRENDE À FALTA DE INFORMAÇÕES E PROPAGANDA DO VEÍCULO, O QUE NOTÓRIO NA EMPRESA NISSAN. PENSO QUE UMA PESQUISA DE MERCADO JUNTO A UMA RE-ESTILIZAÇÃO SERIAM SUFICIENTES PARA DAR UM PLUS AO VEÍCULO QUE É MUITO BOM!

  • Eduardo D. Vieira

    Um País que depende da Wolks com o tal "spacefox" $$$$, Spin GM?? horrível e Palio Weekend$$$$. Fiat?!. No mundo oriental ela continua com pequenas mudanças mas continua. Paciência, Japoneses deveriam ser mais arisco em nosso País.

  • José Luiz Camargo

    Possuo uma Livina 1.6 SL desde zero (2010). É um veículo com muitas qualidades e poucos defeitos. Também acho uma pena a Nissan descontinuar este carro. No Último salão de Shangai a Nissan apresentou uma Livina reestilizada, com outra cara, alterando apenas farois dianteiros e traseiros. Ficou outro carro. Lá a versão automática é oferecida com o bom cambio CVT. Tenho certeza que se oferecessem a mesma Livina de lá, seu resultado de vendas seria outro, brigando diretamemte com seus concorrentes.

  • Antonio Bervian

    Tive informações de quem possui Livina estou na lista de comprar uma mas com muitas informações confusas sai de linha, não sai fico na espera...

  • Antonio S. Junior

    Que pena , pois estava aguardando este carro reestilazado ....possuo uma s10,,,mas ia comprar devido a família ter aumentado com os netos , pena mesmo pois vou ter que optar por outro modelo de 7 lugares..sendo que fiz varias pesquisas e o que mais me agradou foi o gran livinia , a expectativa era grande em relação ao carro mas infelizmente já era.....

  • Antonio Cleirdes

    Realmente é uma pena a livina sair de linha pôs estava pensando em obter uma,achei um carro interesante e mas acessivel do que o honda fit por exemplo que é caro.

  • marcos

    Pena mesmo, adoro minha X-GEAR automática. É meio perigoso comprar carro da Nissan, ela fez a mesma coisa com o TIDA. De repente tira de linha. Vou ficar com a minha por enquanto. O carro é muito bom.

  • Edson Muraki

    Possuo um Grand Livina 2012, acho um carro versátil e confiável, não nos tem resultado problemas. Entretanto quando comparado a estetica das outras montadoras a Nissan tem deixado a desejar. Tenho visto o Livina na Ásia com outra aparência e mesmo o mNissan Note , que para mim é o mesmo carro (com outra aparência), porém mais bonito. Mas e aqui no Brasil???

  • JAIRSON FAGGIONI JUNIOR

    É uma pena, pois tenho uma gran livina desde 2012 e estou muito satisfeito, inclusive já pensava em comprar outra agora em janeiro de 2015 e encontro esta notícia de descontinuar a produção. Concordo que falta divulgação, pois quem tem família de 3 filhos pequenos, etc....a gran livina é uma das melhores opção...além do espaço, garantia e carro que considero custo benefício alto. A Nissan deveria repensar e criar seu espaço porque o mercado existe....e é real.

  • Alexandre Guidi

    É um veículo Maravilhoso, muito bom com espaços internos, motor muito bom da Renault 1.8 16valv Flex, anda muito na estrada em viagens longas, gastona com ar condicionado ligado, mas na cidade fica na média. É uma pena que um ótimo veículo pare de fabricar.....deixo meu lamento.

  • Roberto Mendes

    Lamentável , como tudo no Brasil que presta sai de linha , cuida ruim e colocada garganta a dentro , a populaçao é obrigada a ficar, exemplo foi o Fusca e Kombi. Anos e anos sem serem feitos as mudanças e segurança , agora carro que não "gera" gasto sai de linha, não foi de interesse tira de linha.

  • Marilene Wichmann

    É lamentável, pois é um carro perfeito!

  • José Benedito

    É lamentável que a Nissan/Renault não reestilize a Livina, um carro espaçoso e com desempenho maravilhoso na estrada e na cidade. Acho apenas que deviam investir mais em conforto dos bancos e eliminar mais os ruídos do motor. Ganhando uma cara nova, ficaria perfeito, sem dúvidas adquiria outro, na próxima troca.

  • Mario

    De fato é uma pena e de fato não existe nada melhor no seu segmento. Além de uma modernização de visual, talvez uma boa campanha (custo x beneficio) poderiam ajuda-la.

  • Rodrigo Costa

    Eu tenho um livina 2010, e quero outro livina 0km como poderei chegar a esse ponto!

  • Thiago Mangini

    Realmente uma pena a Nissan ter parado a produção/comercialização deste modelo. Tenho um Grand Livina 2012 e é ótimo carro. Têm-se a impressão de que esta decisão foi apenas econômica e não levou em consideração o potencial deste modelo no mercado, afinal, há poucos modelos para sete lugares...

  • Marcelo

    Será uma pena se a Livina for descartada pela Nissan. É um belo carro, confortável, espaçosa e com bons equipamentos. Acredito que uma modernização alavancaria o modelo, inclusive gerando uma concorrente para a Spacefox. Espero que o Note não seja lançado com as características de um chinezinho como vem sendo apresentado. O Note, da forma que está sendo mostrado, será um fiasco no mercado, eu creio.

  • Marcelo

    Na verdade o público consumidor é que não sabe escolher um bom carro. Acabam sempre se deixando levar pelas propagandas enganosas que nossa mídia é paga para veicular. Eu acho a Livina um excelen te carro, com ótimo custo-benefício, carro grande por dentro e pequeno por fora, o que é muito interessante. Mas também acho que se a Nissan lançar o tal Note, será uma mancada, pois o carro é um Xinezim bem mal acabado. Pena ... Pena ... Pena...

  • César Silva

    É realmente uma pena,possuo uma Grand Livina automática, a dirigibilidade é otima sem solavancos.Faltou uma divulgação mais agressiva por parte da Nissan desse maravilhoso carro.

  • marcos rocha

    uma pena mesmo! muitos não vão concordar, mas é o melhor carro que "EU"já dirigi

  • VALDIRGRANDINI

    Boatarde , tenho uma LIVINA 2010 manual, estava interessado em trocar por uma automática, sendo que parou a fabricação aqui no Brasil, sinto muito mas nos países Asiáticos, ainda produz com uma mudança e reestilização que ficou maravilhosa, acho que no Brasil, venderia bastante.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência