Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Powertrain | 15/07/2014 | 16h51

FPT Industrial fornecerá 1 mil motores GNV à Europa

Ônibus urbanos que serão entregues entre 2014 e 2017 rodarão em Paris

REDAÇÃO AB

A FPT Industrial fornecerá 1 mil motores movidos a gás natural veicular (GNV) para os ônibus a serem fabricados pela Iveco Bus, que venceu uma licitação lançada pela RATP, empresa responsável pelo transporte público de Paris, França. Os modelos urbanos de 12 metros de comprimento serão entregues entre 2014 e 2017. Os motores GNV são produzidos na fábrica da FPT Industrial localizada na cidade francesa Bourbon-Lancy.

O propulsor FPT Cursor 8 GNV tem seis cilindros, capacidade de 7,8 litros e gera uma potência equivalente a 286 cv. Equipado com o sistema de injeção multipoint de combustível, possui catalisador de três vias, os quais atendem os limites de emissões Euro VI, cujos níveis se aproximam de zero.

“A FPT Industrial incentiva a utilização do gás como combustível alternativo porque ele é uma das escolhas mais adequadas para atingirmos a redução de emissões de poluentes nas áreas urbanas”, diz Helton Lage, diretor de engenharia da FPT Industrial.

A empresa destaca que o motor proporciona baixo custo operacional, baixos índices de ruído – cerca de cinco decibéis abaixo de um motor diesel convencional – e reduzidas vibrações, também quando comparados aos propulsores a diesel.

“Além da França, é importante destacar que na América do Sul a FPT Industrial também fornece motores GNV para o transporte público: em 2013, fechamos um contrato com a empresa peruana Modasa, no qual 1,5 mil unidades foram entregues”, lembra. “Estas ações comprovam a nossa liderança tecnológica e reforça nosso compromisso em oferecer motores de qualidade que colaboram para a preservação do meio ambiente.”



Tags: FPT Industrial, motores, GNV, ônibus urbano.

Comentários

  • Ricardo

    Aqui no Brasil não há demanda também ? Por que a FPT não os lança aqui ? Para Õnibus metropolitanos pelo menos ? Com certeza o nível de emissão de particulados é muito menor.

  • Jorge Pimentel de Morais

    Prezado Ricardo. No Brasil não é utilizado porque QUEM MANDA SÃO OS EMPRESÁRIOS DO TRANSPORTE, (FINANCIADORES DE CAMPANHAS POLÍTICAS), E NÃO O PODER PÚBLICO! Entre os argumentos: VALOR DE REVENDA, ou seja, alegam que NINGUÉM QUE COMPRAR ESSE TIPO DE VEÍCULO USADO!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência