NOTÍCIAS
27/08/2014 | 19h30

Lançamentos

Geely traz compacto GC2 por R$ 29,9 mil

Carro é montado no Uruguai e chega sem pagar imposto de importação


REDAÇÃO AB

Com cara de “panda” – ao menos é isso que a montadora “orgulha-se” de ter feito –, está chegando ao Brasil o compacto GC2. Após o sedã EC7 lançado em janeiro deste ano, este será o segundo modelo da chinesa Geely montado no Uruguai e introduzido no mercado brasileiro sem pagar imposto de importação. As vendas começam em setembro, por R$ 29,9 mil.

Mais com jeito de inseto do que mamífero simpático e felpudo, o GC2 é outro chinês que quer fisgar consumidores brasileiros pela boa relação custo-benefício: depois de muitas contas do importador oficial (o Grupo Gandini, que também representa a coreana Kia), o carrinho será vendido aqui com pacote completo de equipamentos de série, que inclui no preço básico ar-condicionado, direção hidráulica, sistema de som, rodas de liga leve de 14 polegadas e acionamento elétrico de vidros, travas e retrovisores. Também tem keyless entry system (destravamento das portas por aproximação), alarme antifurto, airbags frontais, cintos de segurança de 3 pontos (com exceção do passageiros do assento central do banco traseiro), freios com ABS e distribuição eletrônica de frenagem (EBD).

Com 3,6 metros de comprimento, 1,63 m de largura e 1,46 m de altura, o GC2 é bastante compacto, mas ligeiramente maior do que o rival chinês Chery QQ, com proposta similar. O pequeno Geely tem sob seu capô um motor 1.0 três-cilindros, 12 válvulas, que gera até 68 cavalos a 6.000 rpm e torque máximo de 8,9 kgfm a 3.600 rpm, alimentado somente por gasolina. Automotive Business não foi convidada a testar o modelo, mas apesar do tamanho diminuto espera-se desempenho sofrível, já que o motor é 1.0 mais fraco do mercado.

Segundo a Geely, é um veículo para uso eminentemente urbano. “Como na China e nos países do sudeste asiático, no mercado brasileiro a proposta do GC2 é ser um eficiente carro urbano, com visual atraente e alegre e um conjunto de powertrain capaz de atender ao tráfego pesado dos grandes centros”, disse em nota Ivan Fonseca e Silva, presidente da Geely Motors do Brasil.

O GC2 é o segundo modelo a ser montado em regime CKD (peças importadas) pela Nordex para a Geely em Montevidéu, Uruguai, depois do sedã EC7. Os próximos passos da chinesa na linha de montagem uruguaia são a introdução do GX2, hatch versão cross, no fim deste ano, e do EC7 com transmissão automática em abril de 2015. Além disso, os modelos deverão receber motores flex gasolina-etanol, já em processos de homologação.

Comentários: 1
 

Jorge
27/08/2014 | 21h59
Por esta matéria podemos concluir : o Brasil está virando depósito de sucata, tal a péssima qualidade desses automóveis, inclusive dos chineses.

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 18/10/2017
Medidas simples e novos estudos ajudam na redução de emissões de CO2

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 13/10/2017
Com Jumpy, marca avança em novo território
AUTOINFORME | 11/10/2017
Onix e HB20 elevam o patamar de entrada no mercado brasileiro
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes