Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
São Bernardo atrai R$ 10 bilhões
Rafael Marques, presidente do sindicato dos metalúrgicos de São Bernardo (foto: Mário Curcio)

Indústria | 09/10/2014 | 22h28

São Bernardo atrai R$ 10 bilhões

Mais novo aporte será da Mercedes-Benz, que remaneja produção

MÁRIO CURCIO, AB | De São Bernardo do Campo (SP)

Os investimentos das montadoras e fabricantes de autopeças em São Bernardo do Campo no período 2011-2018 somam cerca de R$ 10 bilhões, segundo o sindicato dos metalúrgicos. Boa parte tem relação direta com o Inovar-Auto. Somente da Volkswagen são R$ 5 bilhões. “Começamos a nos mobilizar no sindicato nesse sentido em 2011 por causa da venda crescente de veículos importados”, afirma o presidente da entidade, Rafael Marques. Dos aportes que vêm sendo feitos na cidade, o mais recente será anunciado na sexta-feira, 10, pela Mercedes-Benz.

A empresa voltará a produzir na cidade os caminhões Accelo em 2016, deixando para a unidade de Juiz de Fora (MG) a produção e pintura de todas as cabines. “Negociávamos o futuro da fábrica desde dezembro de 2012 (...) Conseguimos manter tudo o que se produz em São Bernardo do Campo, pesquisa e desenvolvimento, motores, eixos de transmissão (...) Também os futuros motores Proconve P8 serão industrializados aqui”, afirma o diretor de comunicação do sindicato de São Bernardo do Campo e membro do conselho administrativo da Mercedes-Benz, Valter Sanches.

Segundo o dirigente, a montagem das cabines em Juiz de Fora afasta a possibilidade de demissões porque a operação emprega hoje em São Bernardo do Campo cerca de 800 operários, número semelhante aos trabalhadores da unidade mineira.

Outra batalha do sindicato teria resultado em acordos para atualização das linhas Gol e Saveiro e no anúncio recente da montagem do Jetta em 2015 (veja aqui). “Queremos para São Bernardo plataformas modernas e que deixem nossas fábricas alinhadas com as decisões globais das montadoras”, afirma o secretário-geral do sindicato, Wagner Santana.

A carroceria do sedã virá montada do México num primeiro momento. “Em São Bernardo será feita a montagem final. Até o fim do acordo (entre sindicato e VW) será feita a montagem total do carro”, diz Santana. Entre esses carros com arquitetura atual está o Ford New Fiesta produzido também no município, onde a montadora investiu nos segmentos de automóveis e caminhões.

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo também conseguiu atrair para a cidade o investimento de R$ 363 milhões na fábrica de caças Saab. “A fuselagem será montada na cidade. Até dezembro será anunciado o local exato da fábrica”, afirma o vice-presidente do sindicato, Aroaldo Silva.



Tags: Mercedes, Mercedes-Benz, sindicato, metalúrgicos, ABC, São Bernardo, Rafael Marques.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência