Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Elétricos | 15/10/2014 | 20h20

Toyota supera 7 milhões de híbridos vendidos no mundo

Fabricante japonesa lançou em 1997 o primeiro modelo elétrico-gasolina

REDAÇÃO AB

A Toyota atingiu no fim de setembro a marca de 7 milhões de veículos híbridos vendidos no mundo desde 1997, quando lançou seu primeiro modelo elétrico-gasolina. O número foi alcançado apenas nove meses depois da soma de 6 milhões de unidades. Os híbridos mais vendidos pela marca são da família Prius, 4,7 milhões, perto de 66% do total.

A Toyota calcula que, desde 1997, com a chegada do Prius ao mercado, até 31 de setembro deste ano, os veículos híbridos da marca representaram redução de 49 milhões de toneladas emissões de CO2 que seriam emitidos na atmosfera por veículos movidos a gasolina de tamanho e performance de condução similares. A empresa também estima que seus híbridos economizaram 18 quilolitros de gasolina.

O primeiro híbrido da Toyota foi o Coaster Hybrid EV, lançado em agosto de 1997. Em dezembro do mesmo ano foi a vez da primeira geração do Prius. O primeiro milhão de unidades vendidas foi alcançado apenas em maio de 2007 e, desde então, as vendas globais desses modelos vêm acelerando. O segundo milhão foi somado em agosto de 2009, o terceiro em fevereiro de 2011 e a partir de 2012 as vendas superaram1 milhão de unidades todos os anos.



Tags: Toyota, híbrido, Prius, vendas.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência